Publicado em 8/24/2015 10:23:43 AM

Projeto Nossa Vila apresenta trabalhos no Terminal do CIC

Inaugurada em 1966, a Vila Nossa Senhora da Luz foi o primeiro empreendimento da Cohab Curitiba

A valorização e a preservação do patrimônio cultural da Vila Nossa Senhora da Luz dos Pinhais é foco do projeto Nossa Vila, que está sendo realizado desde março pela produtora cultural Fuá Produções com apoio de jovens moradores da região. As atividades são viabilizadas pelo Fundo Municipal da Cultura

Na tarde desta sexta-feira (21), foram apresentados no terminal de ônibus do CIC os primeiros trabalhos do projeto, focados na arquitetura das casas da Vila, que foi a primeira experiência da Cohab Curitiba, inaugurada há quase 50 anos, em novembro de 1966. Em destaque, vídeos, fotos e maquetes construídas em oficinas do projeto, que também promove pesquisas e levantamento documental e etnográfico da região.

“A Vila Nossa Senhora da Luz tem uma representação forte em Curitiba em termos de desenvolvimento urbano da cidade. O projeto arquitetônico é muito característico, com as casas de madeira e com sótão, inspirado na arquitetura dos imigrantes. Nossa pesquisa levanta como esses moradores foram se apropriando do projeto arquitetônico ao longo do tempo, alterando a vila”, diz a antropóloga Patrícia Marins, uma das coordenadoras do projeto.

Segundo ela, a idea do trabalho com os jovens é fazer algo que traga o conhecimento, interação e diálogo com as pessoas que moram na região. “Com esses adolescentes, fomos aprendendo sobre o que é ser morador, o que é viver nesse lugar. E trazer para o terminal do CIC os resultados do projeto, uma área com muito trânsito de pessoas, faz com que todos conheçam um pouco mais o local onde vivem”, afirma.

Indayá Christine Alves de Souza, de 16 anos, faz parte do grupo Jovens do Street do Centro De Referência de Assistência Social Nossa Senhora da Luz e participou de diversas atividades do Nossa Vila – fez entrevistas com moradores para vídeos, fotografou e realizou trabalhos nas oficinas de maquete e grafite. “O mais interessante nesse trabalho foi descobrir como eram as casas da vila antigamente, que são totalmente diferente das casas de hoje em dia. Sobraram poucas com as antigas características. Como moro aqui há apenas cinco anos, achei muito legal conhecer muito mais sobre o bairro. É bacana passar essa experiência para os outros moradores”, diz.

Morador da Vila desde os cinco anos de idade, o garçom Diogo Ramiro dos Santos, hoje com 55 anos, gostou de ver o bairro retratado em fotos e maquetes. “Achei muito bacana o pessoal do projeto ter se lembrado da nossa vila, pois é o primeiro conjunto construído em Curitiba. Adoro a vida aqui, sou apaixonado pelo meu bairro. Cheguei a morar dois anos fora, mas retornei. Aqui criei meus três filhos e seis netos. O que mais gosto é da amizade dos moradores, do pessoal mais antigo a quem mora há pouco tempo”, confirma.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera