Publicado em 5/6/2016 11:36:37 AM

Famílias atendidas pela Cohab comemoram primeiro Dia das Mães na casa nova

“Sou uma mãe e uma mulher muito agradecida por ter conseguido minha casa. Tanto que quando chegou o primeiro talão de luz, fui pagar feliz da vida. Só quem vive em área de risco sabe como é difícil”

O próximo domingo (08) será especial para a dona de casa  Maria José de Carvalho Wilt, 36 anos. Após duas décadas morando em situação de risco no Pilarzinho, este será o primeiro Dia das Mães que ela passará com a família, em segurança na casa nova. Atendida pelo programa habitacional do município no Moradias Maringá II, no bairro Cachoeira, ela comemora o momento que vive.

“Sempre passo o Dia das Mães com meus dois filhos e com minha mãe, mas era complicado reunir todo mundo, porque o espaço era apertado. Esse ano vai ser diferente, como tem sido diferente o nosso estilo de vida”, diz Maria José. A mãe dela, a aposentada Santina Lara Carvalho, 60, está ansiosa para a chegada do fim de semana. “Vou almoçar com todos os meus filhos e netos, até a minha filha que mora no Maranhão vai estar aqui. Como eu fico feliz com isso”, conta com alegria.

Outra mãe que está radiante é a aposentada Ana Maria Fernanda Godinho, 76. Ela morou por mais de 30 anos em condição precária na Vila Ulisses Guimarães, no Pinheirinho e no final do ano passado foi transferida pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) para o Moradias Assaí, no mesmo bairro, onde mora sozinha. Mas isso não é motivo de tristeza, pelo contrário, pois ela recebe com frequência a visita dos filhos e netos que moram bem próximos.

“Meus filhos até passam o Natal com as minhas noras, mas no Dia das Mães todos fazem questão de almoçar comigo”, conta orgulhosa. Já a neta Stefany da Silva Godinho, 16, reconhece a importância falar da data. “É o momento de prestigiar as mães e as avós, porque não deve ser fácil carregar um filho durante noves meses e além de tudo dar amor e saber criar”, reconhece a jovem.

Agradecimento
A dona de casa Sueli Parizzi, 43, acredita que independente do dia ser das mães, ela tem motivos de sobra para comemorar cada minuto da sua vida desde que adquiriu a casa própria no Moradias Assaí. “Sou uma mãe e uma mulher muito agradecida por ter conseguido minha casa. Tanto que quando chegou o primeiro talão de luz, fui pagar feliz da vida. Só quem vive em área de risco sabe como é difícil”, desabafa.

Sueli conta que depois de sete anos vai voltar a celebrar o Dia das Mães. “Desde que meu pai morreu eu deixei de festejar a data. Mas como agora tenho uma casa que em breve será dos meus filhos, acho que está na hora de comemorar para agradecer”, comemora Sueli, que vai passar o domingo em casa com os quatro filhos e também pretende vistar sua mãe.

Empreendimentos
O Residencial Maringá II, no bairro Cachoeira, foi entregue em setembro de 2015 para 43 famílias reassentadas do bairro Pilarzinho, sendo 27 casas térreas e 16 sobrados. O valor do investimento foi de R$ 3,7 milhões de recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O Moradias Assaí, no bairro Pinheirinho, foi entregue em outubro do mesmo ano e possui 28 sobrados que abrigam famílias reassentadas de áreas de risco da vila Ulisses Guimarães, também no Pinheirinho. O valor total do investimento foi de R$ 1,7 milhão, recursos do programa Minha Casa Minha Vida.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera