Publicado em 6/9/2016 10:28:20 AM

Projeto que beneficia 4 mil pessoas ganha prêmio nacional de relevância social e urbana

O projeto da Prefeitura de Curitiba, que beneficia mais de 4 mil pessoas, foi vencedor da categoria relevância social e urbana, na qual concorreu com projetos de todo o país.

A urbanização da Vila Acrópole, no Cajuru, recebeu na tarde desta quarta-feira (08), o prêmio Selo de Mérito, promovido pela Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação (ABC). O projeto da Prefeitura de Curitiba, que beneficia mais de 4 mil pessoas, foi vencedor da categoria relevância social e urbana, na qual concorreu com projetos de todo o país.

O presidente da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab), Ubiraci Rodrigues, recebeu o prêmio das mãos do ministro das Cidades, Bruno Araújo, durante o 63º Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social, que vai até quinta-feira (09) em Goiânia. “Esse prêmio é um reconhecimento ao trabalho que a atual gestão vem fazendo no setor de habitação. O projeto inclui regularização fundiária, reassentamento de famílias em situação de risco e obras de infraestrutura. Um pacote completo para transformar a vida dos moradores”, destaca Rodrigues.

No mês de abril, o prefeito Gustavo Fruet assinou um decreto esperado há mais de 20 anos pela população local. O documento aprovou o loteamento ocupado pelas famílias no início da década de 90. Com isto, os moradores podem finalmente obter as escrituras de propriedade dos terrenos onde vivem. “Até o final do mandato, outras áreas importantes serão regularizadas, para nos consolidarmos como a gestão que mais fez regularização fundiária na história de Curitiba”, afirma o prefeito.

Projeto

Localizada a 9,5 km do centro de Curitiba, nas margens do rio Atuba, a vila Acrópole está passando por uma transformação através do abrangente projeto coordenado pela Cohab. Além das escrituras, as famílias estão sendo beneficiadas com obras para melhorar a infraestrutura do local, com a implantação de 4,7 km de pavimentação asfáltica; 9,2 km de redes de drenagem e 11,3 km de redes de água e esgoto.

Das 1.038 famílias cadastradas, 192 estão sendo reassentadas, das quais 112 estavam em área de preservação e outras 80 para desadensamento e adequações no sistema viário formado por becos e vielas. Para acomodá-las estão sendo construídas 192 novas casas na região, das quais 48 já foram entregues.

O investimento no amplo projeto é de R$ 19,6 milhões, sendo R$ 9,5 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), R$ 9,5 milhões da prefeitura e R$ 669 mil do Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social (FMHIS).

Vida nova

Após décadas vivendo nas margens do rio Atuba, o coletor de materiais recicláveis Ademar Nunes da Silveira, 42 anos, foi transferido para uma nova casa no Moradias Irati, nas proximidades da Vila Acrópole. “Este projeto mudou a vida da minha família, por isso somos agradecidos. Não vamos mais ter medo de perder tudo quando chove forte e assim vivemos mais tranquilos.

Já o aposentado Odair Gusmão, 52, um dos primeiros moradores a ocupar o local, enxerga um importante significado para a obtenção da sua escritura de propriedade. “A documentação de posse é uma segurança para o futuro. Agora tenho essa garantia de algo para deixar para meu filho, que tem 18 anos”, afirma.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera