Publicado em 10/25/2017 11:08:11 AM

Sorteio define ocupação de 38 casas no Cachoeira

Moradias Maringá I abriga moradores transferidos de área de risco

Um sorteio definiu a ocupação de 38 casas que fazem parte do conjunto Moradias Maringá I, no Cachoeira. O empreendimento está sendo destinado para famílias que deixam áreas de risco na vila Nori, no Pilarzinho. A definição nesta terça-feira (24/10) na sede da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab).

“Esta é uma das obras que encontramos paradas quando assumimos a prefeitura. Com muito esforço, as obra foram retomadas em março. As primeiras 21 famílias ganharam seus imóveis no mês passado. E no fim do ano, mais 38 famílias serão atendidas e poderão passar o Natal em suas propriedades”, destaca o prefeito Rafael Greca.

Ao todo, o conjunto Moradias Maringá I vai abrigar 156 famílias. São 94 casas térreas e 62 sobrados que já deveriam ter sido todos entregues. No entanto, as obras iniciadas em 2009, sofreram duas interrupções.

Para agilizar a entrega, conforme as obras são concluídas, a Cohab chama as famílias para já ocuparem seus imóveis. “No local de onde elas estão saindo, acontecerão obras de urbanização e recuperação ambiental. Este trabalho inicia com a transferência destas 59 famílias”, afirma o presidente da Cohab, José Lupion Neto.

Sorteio

As 156 famílias que serão beneficiadas já estão definidas. O sorteio é o método utilizado para determinar qual unidade será destinada para cada um dos moradores atendidos. Dentre os 38 imóveis, 10 possuem três quartos e foram reservados para as famílias mais numerosas, enquanto as casas térreas ficaram para pessoas idosas ou com dificuldade de locomoção.

Cada sorteado escolheu na planta do loteamento a moradia que vai ocupar. Entre as 38 famílias, o serviço social da Cohab detectou a existência de dois casos de pessoas com deficiência. Elas vão morar em casas adaptadas, que contam com rampa de acesso, portas mais largas, espaço interno do banheiro maior, barras de apoio no vaso sanitário e próximas ao chuveiro, tudo para permitir maior independência aos cidadãos com deficiência.

Alívio

Uma das primeiras a serem sorteadas, a aposentada Maria Arlete dos Santos, 74 anos, mora na vila Nori há duas décadas. “É um grande alívio saber que estou tão perto de mudar de vida. Eu tinha medo de nunca receber a minha casa, como aconteceu com alguns da comunidade, que de tanto esperar morreram antes da obra acabar”, ressalta.

Ela escolheu uma casa de dois quartos na quadra 4 – uma quadra de distância de onde vai morar a sua neta, Marilene Gaertner, 38 anos. “Melhor do que receber a casa nova é poder ficar perto da família”, comemora.

O casal Cláudio Garcia, 35, e Rosângela da Silva, 32, tem um motivo especial para comemorar a conquista. Eles compareceram ao sorteio com a filha mais nova, Kiara, de apenas nove dias de vida. “É muita alegria saber que ela não vai conviver com enchentes, alagamentos e todos os problemas de viver em área de risco. Não vejo a hora de mudar”, afirma.

Vila Nori

A Vila Nori é uma ocupação irregular formada há mais de 30 anos, em um terreno que pertencia à Urbs e foi transferido para a Cohab para que o processo de regularização da área e a titulação das famílias pudesse acontecer. A área tem restrições da Legislação Ambiental para uso habitacional devido à Área de Proteção Ambiental do Rio Barigui. Há ainda área de fundo de vale que deverá ser preservada. A região está localizada ao norte da cidade, Bairro Pilarzinho, distante 6,5 Km do centro da cidade, e com acesso pelas Ruas Raposo Tavares e Hugo Simas.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera