Cohab alerta para golpe da casa própria

    A Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) protocolou na delegacia do 1º Distrito Policial da capital pedido de instauração de inquérito para investigar a prática dos crimes de estelionato, falsificação de documento e de selo ou sinal públicos, uso de documento falso e falsa identidade. Segundo denúncias que chegaram à Companhia, pessoas usando o nome da Cohab ou da Prefeitura estariam cobrando R$ 900 de famílias interessadas na aquisição de imóveis que estão em construção no bairro do Sítio Cercado e da CIC.

    As unidades destinam-se a famílias cadastradas na Cohab e, segundo os relatos das vítimas, a pessoa que aplica o golpe promete, em troca do pagamento, assegurar a compra de um imóvel. Para dar uma aparência legal à transação, o golpista preenche um formulário falsificado com o brasão da Prefeitura e fornece recibo, igualmente falsificado, onde consta no cabeçalho uma ilustração presente no "site" da Prefeitura com a logo criada para a Copa de 2014.

    Os documentos falsos foram passados à Cohab por vítimas do golpe e anexados à notícia crime protocolada no 1º Distrito Policial. Também foi incluído outro formulário utilizado pelo golpista, onde a montagem foi feita com o uso de imagem do "site" da Cohab. De acordo com os denunciantes, a pessoa que oferece estas facilidades usa documentos falsos para mostrar sua ligação com a Cohab e com a Prefeitura e chega a marcar visitas nos canteiros de obras para que as famílias possam "escolher" as unidades de sua preferência.

    "A cobrança é uma ofensa aos diretores e funcionários da Companhia e um atentado contra a sociedade, porque explora a boa fé das pessoas e se apropria de dinheiro de famílias que muitas vezes vivem com sacrifício", diz o presidente da Cohab, Mounir Chaowiche.

    Ele alerta as pessoas para o fato de que a inscrição na Cohab é gratuita e não há, em qualquer hipótese, cobrança de taxas para "reserva" de imóvel ou de qualquer outra natureza. Além disso, sempre que há comercialização de imóveis, a Companhia convoca os candidatos classificados por meio de carta entregue pelo Correio e todas as reuniões e entrevistas com as famílias são realizadas na sede da Companhia ou ainda em locais designados na correspondência de convocação.

    A Cohab solicita também às famílias que eventualmente tenham sido vítimas do mesmo golpe para que colaborem nas investigações, levando informações, recibos e outros documentos falsos à delegacia do 1º Distrito ou à sede da Companhia, na rua Barão do Rio Branco, 45, nos Departamentos Jurídico (6º andar) ou Imobiliário (1º andar). Maiores esclarecimentos poderão ser obtidos por meio do Alô Cohab, no fone 0800-413233.

    « voltar
     

    Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

    Desenvolvido por GPA'prospera