Banco Mundial estuda programa habitacional de Curitiba

Para ampliar sua participação em projetos de urbanização, regularização fundiária e novos assentamentos, o Banco Mundial vai estudar o modelo adotado em Curitiba

O Banco Mundial (BIRD), um dos principais organismos de financiamento de políticas públicas para países em desenvolvimento, vai estudar os projetos de urbanização, regularização fundiária e de novos assentamentos implantados em Curitiba. O objetivo é usar a experiência curitibana para fazer a modelagem de novos programas do banco e intensificar sua participação nos centros urbanos.

“A urbanização e regularização de áreas ocupadas de forma irregular e desordenada e a criação planejada de novas áreas para oferta de moradia são desafios para a gestão das cidades. O Banco Mundial quer estimular ações nestas áreas e, para isso, está em busca de bons exemplos”, disse Malcolm D. Childress, especialista em administração territorial do Banco Mundial para a América Latina e Região do Caribe.

Ele visitou a Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) nesta terça-feira (30) e conversou com os técnicos da área de projetos para coletar informações preliminares sobre o programa habitacional do município. Anteriormente, Childress havia passado pelo Ippuc (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba).

De acordo com o especialista do BIRD, o estudo sobre a política de habitação adotada pela Prefeitura deve ser iniciado em maio e será concluído até o final do ano. Para elaborar o trabalho, os técnicos do banco deverão acompanhar alguns dos projetos em execução pela Cohab, como a urbanização das Vilas Parolin e Audi, duas entre 43 áreas com intervenção em andamento.

 Atualmente, o BIRD financia projetos de urbanização nas cidades do Rio de Janeiro e Fortaleza e, segundo Childress, a partir da experiência de Curitiba, poderá criar novas linhas de financiamento voltadas para urbanização e regularizaçãofundiária para oferecer aos estados e municípios. “No futuro, Curitiba também poderá ser beneficiada pelos novos programas que o Banco Mundial irá criar”, falou o especialista.

 

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera