Publicado em 8/25/2010 5:41:30 PM

Cohab oferta 336 imóveis na planta para famílias cadastradas

Residencial Novo Bairro V possui apartamentos disponíveis a preços abaixo do valor de mercado. Região é bem atendida por equipamentos públicos

A Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) está convocando famílias inscritas em seu cadastro, com renda entre 3 e 6 salários mínimos, para participarem de reuniões explicativas sobre a aquisição de unidades que serão construídas com recursos do programa Minha Casa Minha Vida, originários do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

“É uma boa alternativa para a parcela da população que deseja realizar o sonho da casa própria e fugir de vez do aluguel. Quem adere ao programa adquire um imóvel de boa qualidade, bem localizado e com custo menor que o valor de mercado”, afirma o prefeito Luciano Ducci.
Os 336 apartamentos que estão sendo comercializados fazem parte do residencial Novo Bairro V, situado na rua Guaçuí, no Sítio Cercado. Para ocupar o empreendimento, a Cohab convocou famílias cadastradas entre janeiro e dezembro de 2009.

Nesta semana a Cohab realizou nove reuniões para expor o projeto aos convocados.  Após a exposição, foi solicitada às famílias interessadas em adquirir uma unidade a apresentação da documentação necessária, que em seguida será encaminhada para a aprovação da Caixa Econômica. “Quem aprova ou não o cadastro é o agente financeiro, que é a Caixa. A Cohab não interfere neste processo”, explica o presidente da Cohab, João Elias de Oliveira.

O empreendimento
O condomínio será dotado de área de estacionamento e de recreação, além de salão de festas com churrasqueira. Os apartamentos, com dois quartos, terão área de 43 metros quadrados. “É uma região bem atendida por equipamentos públicos como escola de 1º e 2º grau, creche e unidade de saúde. Também conta com diversas opções de comércio, o que facilita a vida dos moradores”, diz João Elias.

A construção significará um investimento de R$ 20,1 milhões, com recursos do governo federal, liberados por meio da Caixa Econômica Federal. O valor de cada unidade é R$ 60 mil, porém serão concedidos subsídios às famílias que variam de R$ 2 mil a R$ 17 mil de acordo com a renda – quanto menor a renda, maior o subsídio.

O financiamento poderá ser feito em até 25 anos, com juros de 5 a 6 % ao ano, valor abaixo das taxas praticadas no mercado. Quem tem FGTS ou poupança poderá utilizar este recurso para abater no financiamento e reduzir a prestação mensal, que pode variar entre R$ 322,50 e R$ 450,00, de acordo com o orçamento de cada família.

Sonho da casa própria
O casal Rodrigo Florencio (31) e Renata Martins (28) gostou da apresentação do projeto. Atualmente eles moram em um apartamento alugado no bairro Campo Comprido, onde pagam R$ 510 mensais.  Saíram da reunião animados com a possibilidade de adquirir um imóvel próprio. “É um investimento com retorno certo. O dinheiro que gastamos com aluguel é todo perdido. Por um valor mensal menor teremos a oportunidade de morar em algo nosso”, afirma ele.

O pintor Eleandro Xavier (25) e a cabeleireira Jussara da Rosa (42) ficaram esperançosos em finalmente realizar o sonho do imóvel próprio. Eles já moram juntos há cinco anos pagando aluguel em uma casa no bairro Cascatinha. “Gostamos da localização e do modelo do apartamento. Com casa própria já poderemos pensar no primeiro filho”, diz Jussara.
 

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera