Publicado em 9/17/2010 4:09:16 PM

Vila Torres ganha novo cenário

Instalação de academia ao ar livre e projeto “Comunidade em Cores” mudam a cara da ocupação

Amanhã acontece o evento de encerramento da primeira fase do projeto “Comunidade em Cores” na Vila Torres, realizado pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) e Prefeitura Municipal. Estão sendo atendidas nesta primeira etapa 66 famílias moradoras da vila, com obras de reparos e pintura das fachadas das moradias e seu entorno, melhorando o visual  do bairro.

 “Este projeto pretende incentivar os moradores a manter o local onde vivem mais bonito para elevar a auto-estima dos cidadãos, além de fazer obras emergenciais para aumentar a qualidade de vida da população”, diz o prefeito Luciano Ducci.

A primeira fase contou com a parceria do poder público com a empresa Tintas Coral, que doou 920 litros de tinta e capacitou os moradores em oficinas de pintura, para que eles mesmos realizassem a pintura das casas, sob a supervisão de pintores profissionais. O investimento no projeto é de R$ 200 mil, recursos da Cohab e do Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social.

O trabalho na Vila foi realizado por uma equipe que reúne arquitetos, engenheiros e assistentes sociais da Cohab, com apoio da Associação de Moradores local.
Equipes da Cohab visitaram as casas e constataram junto aos moradores as prioridades de cada local. Foram realizados consertos em telhados, muros, janelas, calçadas e outros reparos que melhoram a qualidade de vida das famílias e o aspecto visual do bairro, sem custo algum para os moradores, valorizando a identidade da comunidade local e levantando a auto-estima das pessoas.

Além dos reparos e da pintura das casas, a comunidade também foi contemplada com a implantação de calçadas em duas quadras inteiras. “Nunca aconteceu nada parecido por aqui. Está ficando ótimo, vai dar gosto de viver aqui”, disse Joelma da Silveira, 21, anos.

Oficinas
Foram duas oficinas diferentes, a citada acima para capacitar os moradores a executarem serviços de pintura e também as oficinas de intervenção artística. Os participantes da última aplicaram as técnicas aprendidas ao longo de um grande muro que acompanha um braço do rio Belém.
Na sexta-feira (17), os 16 participantes da oficina de pintura foram às ruas, acompanhados de 10 pintores profissionais, para dar um novo colorido às moradias. Daiane dos Santos Silva, 24 anos, foi uma delas. “Achei ótimo, aprender uma profissão e ainda pintar a própria casa. Incentiva os demais moradores a manterem o bairro limpo, organizado”, disse.

José Walmir Ribeiro, 32 anos, também gostou do curso. “Muito bom, com o que aprendi já dá para fazer uns bicos de pintor e ajudar a engordar o orçamento”, destacou. Jéssica Almeida, 20 anos, aprovou a oportunidade de aprender algo novo. “Além disso estamos sendo muito beneficiados, pois tinta é caro e ainda tem o custo da mão-de-obra. A maioria das pessoas não teria condições de pagar. Desta forma os moradores ficam até mais alegres de andar na rua”, ressalta.

Reparos
Patrícia de Souza, 33 anos, mora há 7 na vila, com o marido e a filha. Além de participar da oficina ela também foi beneficiada com diversos reparos em sua casa. “Consertaram a janela, trocaram os vidros, o portão estava enferrujado e foi arrumado, o forro que estava caindo também foi consertado, além da pintura novinha e da calçada. Uma benção”, afirma.

A aposentada Laíde Maria dos Santos Silva, 69 anos, dos quais 20 vividos na ocupação, teve a fachada da casa revitalizada na cor azul. “Está saindo maravilhoso, bonito demais. Estou muito satisfeita e só tenho a agradecer”, afirmou.

Academia
Também com recursos da Cohab foi implantada na Praça Mario Vendramel mais uma academia ao ar livre. São 10 aparelhos que não têm pesos e usam apenas a força do corpo para exercícios de musculação e alongamento. Podem ser usados por maiores de 12 anos e são especialmente indicados para pessoas da terceira idade, que com o passar dos anos perdem força muscular.

O casal Geraldo Freitas, 50, e Sofia Cardoso, 58, estava acompanhando com atenção a instalação dos equipamentos. “ Desde que eu soube, estou sonhando com o dia em que vou poder utilizar a academia. Chega uma idade em que exercício é obrigatório. Estamos muito felizes por este presente para a comunidade”, disse Geraldo.

A esposa completou dizendo que irão cuidar dos equipamentos. “Sabemos que sempre tem os mau intencionados, mas nós moramos logo aqui em frente e vamos cuidar muito bem, para que ninguém estrague. Está aí para o uso de todos”, comentou. Para a implantação da academia foram investidos R$ 25 mil.

Intervenção integrada
Além da Cohab, outras secretarias e órgãos municipais participaram da intervenção na Vila Torres. A Secretaria Municipal de Obras Públicas realizou a dragagem do rio, a Secretaria de Saúde cedeu o espaço para a realização das oficinas, a Fundação Cultural de Curitiba indicou os artistas para ministrarem as oficinas de intervenção artística e a Secretaria do Meio Ambiente realizou a limpeza do local e a revitalização de uma cancha esportiva situada ao lado da academia ao ar livre.
Na semana que vem já terão início os trabalhos da segunda fase do “Comunidade em Cores” na Vila Torres, quando serão atendidas 240 famílias. Primeiramente acontece a abordagem de casa em casa e conversa com os moradores. A previsão para início das obras é para o mês de novembro.

Evento
No sábado, às 14h30 acontece o evento que vai marcar o fim da primeira fase do projeto e a inauguração da academia ao ar livre. Estarão presentes o prefeito Luciano Ducci, o presidente da Cohab João Elias de Oliveira e outras autoridades.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera