Publicado em 10/5/2010 5:42:58 PM

Mais 21 famílias trocam beira de rio por casa nova no Parolin

Elas viviam em situação de risco social e agora passam a morar em construções seguras da Cohab

A Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) reassentou nesta terça-feira (5) mais 21 famílias da Vila Parolin que viviam em situação de risco, na beira do rio Vila Guaíra. Com a transferência, elas passam a morar em casas e sobrados que integram o projeto de urbanização que a Prefeitura está executando no local.

“Nosso objetivo é que ninguém mais more em barracos na beira do rio. Para isso estamos trabalhando bastante, para realizar esta transformação que trará mais dignidade e segurança aos moradores do Parolin”, afirma o prefeito Luciano Ducci.

A urbanização da Vila Parolin, uma das mais antigas ocupações irregulares da cidade, beneficia 1.507 famílias, das quais 677 serão atendidas com reassentamento e outras 830 com obras de urbanização. O reassentamento está sendo feito em etapas e, com as 21 mudanças desta semana, o projeto alcança a marca de 157  famílias reassentadas até o momento.

As obras de urbanização incluem também a construção de uma escola com 14 salas de aula e a recuperação ambiental do rio Vila Guaíra, hoje comprometido pela ocupação indevida das margens. O investimento total é de R$ 43,4 milhões.

Recomeço

O jardineiro Alan Washington, 19 anos, e sua esposa Adriane, 29, moraram na beira do rio durante a vida toda. Enfrentaram incontáveis enchentes e nelas já perderam muito do que suaram para conquistar. Agora a realidade é outra, o sobrado onde vão morar com quatro crianças é seguro e confortável. “A partir de hoje muda tudo. É um novo começo. Estamos muito contentes em poder melhorar de vida”, diz ela.

Alan recorda o sofrimento que passou. “Os ratos não deixavam a gente dormir. Desde criança convivo com os alagamentos. Era uma situação muito difícil, mas agora acabou”, comenta aliviado.

O casal pretende fazer melhorias na nova moradia. “Vamos arrumar a calçada em frente e fazer um jardim. Dentro queremos erguer uma parede para dividir a sala da cozinha e aos poucos vamos pensando no que fazer para deixar a casa com a nossa cara”, ressalta Adriane.

Daniel e Angélica França trabalham com coleta de materiais recicláveis. Casados há 12 anos, sempre viveram na beira do rio em uma casa precária. Em meio à mudança, mais felizes que eles apenas as duas filhas, Carolina, 11 anos e Gabriele, 5. “Nosso quarto velho era muito feio. Agora está lindo, cor-de-rosa. Estamos muito felizes”, disse a mais velha com aprovação da caçula.

Angélica contou que eles também pretendem fazer melhorias no local. “Vamos colocar o portão, fazer a calçada, enfeitar. Agora que podemos, queremos ter a casa bem bonita. Chega de enchentes, de perigo de doenças e de sujeira. É vida nova”, afirma.

Moradora do Parolin há 40 anos, Lindamir Rodrigues já estava ficando desesperada. O barraco onde morava com a família estava apodrecendo e uma das paredes já havia caído. “Não havia mais condições de continuar. Estava estragando os móveis, pingava dentro, era uma situação horrível. Fora os ratos e o mau cheiro. Passamos por muito sofrimento”, relembra emocionada.

No pequeno barraco eles moravam em 11 pessoas. O marido, que trabalha como ajudante de caminhão, sete filhos e duas netas. No sobrado novo eles estarão em nove, pois uma filha e uma neta vão se mudar. Isso está longe de incomodar Lindamir. “Vamos morar em uma casa boa, em que não chove dentro, não alaga. A família vai levar uma vida bem melhor, por isso estou muito feliz”, destacou.

Ela pretende colocar azulejo e manter o sobrado sempre limpo. Sobre o trabalho da equipe da Cohab, só elogios. “Agradeço a Deus que está me dando essa oportunidade e ao pessoal da Cohab, que sempre me tratou muito bem, com atenção e respeito. De hoje em diante é uma vida nova. Só tenho que agradecer”, afirma.

Histórico

A Vila Parolin é a mais antiga área de ocupação da cidade, surgida no início da década de 50. O começo da ocupação, de acordo com moradores antigos, se deu ao longo da antiga via férrea – um ramal da Rede Ferroviária Federal que cortava a região sul da cidade, hoje desativado. Com o tempo, a ocupação se expandiu para outros terrenos próximos e acabou se consolidando.

A revitalização da Vila Parolin integra o programa de urbanização de favelas e reassentamento de famílias em situação de risco, realizado pela Prefeitura e Cohab, em parceria com o governo federal. “É o mais amplo programa de urbanização já realizado em Curitiba, com atuação simultânea em 43 vilas e benefícios para mais de 12 mil famílias”, explica Luciano Ducci.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera