Publicado em 11/19/2010 3:28:24 PM

Missão do BID visita áreas que serão urbanizadas com recursos do banco

Os técnicos foram conhecer as Vilas Nori e Acrópole, áreas com projeto de urbanização que serão financiadas pela instituição

Técnicos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) visitaram nesta sexta-feira (19) a Vila Acrópole, área de ocupação irregular localizada no bairro do Cajuru. No local, será iniciado no ano que vem um projeto de urbanização, que terá financiamento do banco, com benefícios para 1,2 mil famílias.

Esta será a primeira experiência do BID com habitação popular em Curitiba. “Temos uma expectativa muito boa em relação a este projeto, pois a parceria da Prefeitura e do banco em áreas como transporte coletivo, mobilidade urbana e sistema viário, sempre deu bons resultados. Curitiba é modelo para outras cidades e a atuação habitacional também poderá servir como referência mais tarde”, disse Aderbal Curvelo, especialista do BID que está à frente da missão.

Além da Vila Acrópole, o banco irá financiar também a intervenção na Vila Nori, outra área irregular, localizada no Pilarzinho, com 318 famílias, onde os técnicos da missão estiveram no dia anterior (quinta-feira, 18). Para as duas obras, o BID irá destinar R$ 13 milhões.

As obras nas Vilas Nori e Acrópoles serão licitadas em dezembro deste ano e em janeiro do ano que vem e incluem construção de casas para reassentamento de famílias que vivem em situação de risco e execução de infraestrutura para os moradores que vão permanecer nas áreas.

Na Vila Nori serão reassentadas 43 famílias que estão em fundo de vale, na abrangência da bacia do rio Barigui. Os moradores que ficarão na Vila serão atendidos com redes de água, esgoto, drenagem e energia elétrica, além de reformulação do sistema viário para melhorar as ligações com o entorno e as condições de circulação interna. Também está prevista a recuperação ambiental do fundo de vale.

Localizada nas proximidades do Parque Tanguá, a Vila Nori é uma ocupação com mais de 20 anos de existência que se formou em terreno que pertencia à Urbs. Para possibilitar a regularização da área e a titulação das famílias, o terreno da ocupação foi transferido à Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab), responsável pela intervenção pela execução do projeto de intervenção.

Na Vila Acrópole, que fica nos fundos do Parque dos Peladeiros, o reassentamento alcançará 179 famílias. Parte delas sairá da margem do rio Atuba, para dar continuidade à implantação do Parque Linear do Cajuru e possibilitar a recuperação das margens hoje comprometidas pela ocupação indevida.

Haverá reassentamento também de famílias que estão obstruindo ruas e contribuindo para o isolamento da área em relação ao seu entorno. Com a retirada das casas que estão nestes pontos, haverá maior integração da Vila com o bairro. Além disso, haverá obras de infraestrutura para melhorar a condição das famílias na área. Também está prevista a regularização fundiária da Vila no final do processo de intervenção, com a titulação das famílias.

Durante a visita às Vilas Nori e Acrópoles, os integrantes da missão do BID foram acompanhados por técnicos do Ippuc e da Cohab.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera