Publicado em 11/23/2010 11:28:12 AM

Luciano Ducci entrega moradias para 37 famílias na Vila Parolin

Elas deixam situação de risco e passam a morar em casas de alvenaria construídas pela Cohab

O prefeito Luciano Ducci entregou nesta terça-feira (23) novas casas do empreendimento Moradias Parolin para 37 famílias que viviam em situação de risco social e insalubridade no interior da ocupação irregular mais antiga da cidade, a Vila Parolin. As unidades foram construídas pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab), com recursos da Prefeitura e do governo federal. Ao todo, 677 famílias estão sendo reassentadas na área. Com esta entrega, já chega a 194 o número de famílias atendidas com casa nova.

“O objetivo é que ninguém mais more em barracos na beira do rio ou em condições precárias. A Prefeitura está realizando obras de habitação por toda a cidade, para proporcionar moradia digna à população e também possibilitar a recuperação ambiental das margens dos rios”, disse o prefeito.

Outras 830 famílias receberão em suas casas obras de infraestrutura, totalizando 1.507 famílias atendidas. O projeto prevê também a construção de uma escola com 14 salas de aula e a recuperação ambiental do rio Vila Guaíra, hoje comprometido pela ocupação indevida das margens. O investimento total nas obras é de R$ 43,4 milhões.

A solenidade de entrega contou com a presença do presidente da Cohab, João Elias de Oliveira, do administrador regional do Portão, Fernando Guedes, do gerente da Caixa Econômica Federal Adriano Borges , do presidente da Associação de Moradores da Vila Parolin Edson Rodrigues, do pastor Rodolfo Helmut e dos vereadores João do Suco e Serginho do Posto.

Das unidades entregues, três são casas de um quarto e 34 são sobrados de dois quartos. Cada família, de acordo com sua composição, recebe uma unidade adequada às suas necessidades. Para elas, será uma mudança de condição, pois passarão a morar em casas de alvenaria, em um empreendimento regular do programa habitacional do município, com direito garantido a uma escritura.

Emoção
O presidente da Cohab, João Elias de Oliveira destacou a importância da entrega das casas. “É emocionante acompanhar a melhora na qualidade de vida destas pessoas. Ao saírem de condições insalubres para morar em uma casa nova, os cidadãos aumentam a autoestima e sentem-se mais integrados à sociedade”, afirma.

O líder comunitário Edson Rodrigues pediu a colaboração dos novos moradores. “Isto aqui está muito bonito e para continuar assim vai depender do capricho de cada um, da limpeza, da organização. Somos uma comunidade de bem que precisava de oportunidade e agora estamos recebendo. Por isso temos que aproveitar e fazer o nosso melhor, sempre respeitando a vizinhança e vivendo em harmonia”, disse.

Na ocasião, Rodrigues informou à comunidade sobre outras obras da Prefeitura que serão realizadas no Parolin – um Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI), uma unidade de saúde e um barracão de reciclagem do projeto EcoCidadão. “Tudo o que nossa gente precisava e não tivemos em 50 anos, agora estamos recebendo nesta gestão. Só temos a agradecer”, completou.

Vida nova
Após a cerimônia, o casal Elizeu Gaspar da Silva, 33, e  Marilene Costa, 27, recebeu em sua nova casa a visita do prefeito Luciano Ducci. O segurança e a dona de casa moravam com os três filhos em uma antiga casa de madeira de estrutura precária. “Além da casa ser velha, ficava em um beco. A gente não tinha endereço e isso sempre trouxe problemas. Além do mais, entrava tanta água que as tábuas estavam apodrecendo. Não tinha mais o que fazer”, conta Elizeu.

Do sobrado novo ele promete cuidar como uma jóia. Já pôs o piso interno e pintou as paredes e diz que vai continuar. “Agora será diferente. Recebemos uma casa boa, bonita. Quero fazer muitas melhorias, colocar piso na parte externa, arrumar o jardim, fazer tudo que for possível para cuidar do sobrado. Porque agora é nosso e um dia ficará para as crianças”, ressalta.

A diarista Marli de Fátima Ferreira, 44 anos, recebeu as chaves de seu sobrado e não escondia a alegria. Ela morou durante seis anos na beira do rio com dois filhos e um neto, onde enfrentou muita dificuldade. “Era uma casa muito velha, quando chovia alagava, mas o pior eram os ratos”, relembra. Agora a situação é outra. “Estou contente demais, me sinto outra pessoa. A casa é ótima, os meninos também adoraram. Vamos começar uma vida nova”, destaca.

Programa
A revitalização da Vila Parolin integra o programa de urbanização de favelas e reassentamento de famílias em situação de risco, realizado pela Prefeitura e Cohab, em parceria com o governo federal. “É o mais amplo programa de urbanização já realizado em Curitiba, com atuação simultânea em 43 vilas e benefícios para cerca de 13 mil famílias”, explica Luciano Ducci.

A Vila Parolin é a mais antiga área de ocupação da cidade, surgida no início da década de 50. O começo da ocupação, de acordo com moradores antigos, se deu ao longo da antiga via férrea – um ramal da Rede Ferroviária Federal que cortava a região sul da cidade, hoje desativado. Com o tempo, a ocupação se expandiu para outros terrenos próximos e acabou se consolidando.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera