Publicado em 3/16/2011 11:13:54 AM

Cohab inicia trabalho social nas vilas Bela Vista da Ordem e Beira Rio

Ao todo serão atendidas 631 famílias com obras de reassentamento e urbanização

Começou o trabalho técnico social da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) nas vilas Bela Vista da Ordem e Beira Rio, ocupações irregulares no bairro Tatuquara onde vivem 631 famílias. Parte dos moradores serão reassentados e os demais serão atendidos com obras de urbanização no próprio local.

“São áreas de muita pobreza que necessitam de investimentos para elevar a autoestima dos cidadãos. A Prefeitura de Curitiba tem o compromisso de erradicar as sub-habitações em áreas de risco. A intervenção nestas duas ocupações irregulares faz parte de um amplo programa de urbanização de favelas, com ações em 43 vilas e benefícios para mais de 13 mil famílias”, explica o prefeito Luciano Ducci.

O trabalho social é parte integrante da atuação da Cohab nas ocupações irregulares e ocorre paralelamente à intervenção física, que são as obras de engenharia. Ele consiste na preparação e orientação às famílias com relação às mudanças que se fazem necessárias no modo de vida. Assistentes sociais da companhia acompanham caso a caso a situação de cada uma das famílias que receberá atendimento e direcionam os moradores sobre como proceder.

“É de fundamental importância o acompanhamento social junto aos beneficiados. São pessoas que precisam adquirir outros hábitos ao sair de barracos na beira de rio para receber uma nova moradia. Não basta urbanizar a área e construir casas novas. É preciso trabalhar o comportamento das famílias atendidas”, diz o presidente da Cohab João Elias de Oliveira.

Plantão social
Nas últimas semanas, técnicos da Cohab começaram os trabalhos nas ocupações. Em um barracão cedido por um morador, a equipe do serviço social da companhia presta atendimento em plantões duas vezes por semana. A intenção é sanar todas as dúvidas das famílias atendidas sobre a intervenção nas áreas.

Primeiramente estão sendo atendidos os moradores cadastrados que vão deixar a área de risco. Em um segundo momento o atendimento será dedicado às famílias que permanecem no local onde estão.

Na vila Bela Vista da Ordem foram cadastradas pelo serviço social da Cohab 514 famílias, das quais 232 serão reassentadas e 282 permanecem no local onde estão. Já na vila Beira Rio vivem 117 famílias – 60 serão reassentadas e 57 continuam no mesmo local.

Os moradores que vão deixar a área de risco serão transferidos para dois empreendimentos que estão sendo construídos em local próximo às ocupações: o Moradias Cerâmica e o Moradias Boa Esperança III. As famílias que permanecem nas áreas contarão com obras de infraestrutura, como redes de água, esgoto, energia elétrica, iluminação pública, drenagem e arruamento. Após a urbanização das vilas e o reassentamento das famílias será feita a recuperação ambiental da área hoje indevidamente ocupada.

Serão investidos neste projeto R$ 23,1 milhões, com recursos da Prefeitura, do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS) e do programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal.

A aposentada Maria Jandira Correia, 62 anos, compareceu com a família toda ao plantão – a filha Gisele, 26, e os netos Gabriel, de seis e Ingra, de dois anos. Eles moram há três anos em uma casa de madeira que está bastante comprometida. “É uma região muito baixa, então quando chove alaga tudo. A casa é muito antiga e está desabando. Não vemos a hora de sair desta situação”, afirma.

Gisele, que é vendedora, está acompanhando a obra de construção do Moradias Cerâmica e do Boa Esperança – local onde eles serão reassentados. “Está ficando bem bonito, estou adorando. Para nós será uma vida nova. A região é perfeita, tem colégio e creche perto. Estamos sonhando com o dia da mudança”, conta.

Histórico das áreas
As Vilas Bela Vista da Ordem e Beira Rio são ocupações do bairro do Tatuquara, separadas pelo Arroio da Ordem, que faz parte da Bacia do rio Barigui. Vizinhas ao Moradias da Ordem, cada uma delas está localizada numa das  margem do Arroio. Ambas contam com moradias precárias em fundo de vale.

A maior, Bela Vista, foi formada em 2004 e ocupa um terreno de propriedade particular, com 250 mil metros quadrados. A outra é mais antiga, formou-se há 14 anos sobre uma área da Prefeitura.
 

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera