Publicado em 3/30/2011 11:48:54 AM

Famílias recebem apartamentos no Sítio Cercado

48 unidades do Residencial Santa Mônica beneficiam inscritos na fila da Cohab e moradores de áreas de risco.

O prefeito Luciano Ducci entregou nesta quarta-feira (30) 48 apartamentos no bairro Sítio Cercado. As unidades fazem parte do Residencial Santa Mônica e beneficiaram famílias da fila de inscritos no cadastro da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab), e também moradores de áreas de risco.

“Minha maior satisfação como prefeito é entregar moradias e creches para a população, pois assim se possibilita dignidade aos cidadãos e segurança para nossas crianças. Hoje é um dia de muita alegria para mim, mas especialmente para as famílias que iniciam uma nova etapa em suas vidas”, disse Luciano Ducci.

Participaram da entrega o presidente da Cohab João Elias de Oliveira, a presidente da Fundação de Ação Social Marry Ducci, o secretário municipal de relações com a comunidade Fernando Guedes, a administradora regional do Bairro Novo Elci Sfredo, o gerente regional da Caixa Econômica Federal em Curitiba Adriano Borges e os vereadores Denilson Pires, João do Suco, Serginho do Posto e Tico Kuzma.

Para o presidente da Cohab, a integração entre as diversas secretarias da Prefeitura é fundamental para o sucesso de empreendimentos como o Residencial Santa Mônica. Ele destacou ainda o papel da Caixa Econômica Federal na execução do programa habitacional do município. “É uma parceria que traz benefícios para todos, em especial para a população, que, obtém acesso a moradia de qualidade”, disse João Elias.

Investimento - O empreendimento, localizado no Sítio Cercado, conta com área de estacionamento e de recreação, salão de festas e churrasqueira. Na vizinhança, há equipamentos como escolas, unidades de saúde, creche, Clube da Gente, Armazém da Família e Rua da Cidadania.

Foram investidos na obra R$ 2,16 milhões, com recursos do Programa Minha Casa, Minha Vida. Os contemplados pagarão durante 10 anos prestações entre R$ 93 e R$ 139,50 de acordo com a renda . A parcela não poderá ultrapassar 10% da renda familiar.

 A comercialização das unidades foi feita pela Cohab de acordo com normas determinadas pelo governo federal, priorizando famílias desabrigadas de áreas de risco ou insalubres; chefiadas por mulheres; em situação de precariedade habitacional; com até três dependentes menores de 18 anos e residentes em imóveis alugados.

A seleção das famílias ocorreu em sessão pública, por meio de sorteio entre inscritos que atendiam pelo menos um dos critérios. O programa prevê que até 50% das unidades seja destinada para reassentamento, portanto parte das famílias contempladas foi selecionada entre moradores de áreas de risco cadastrados pelo serviço social.

Sonho realizado – A vendedora autônoma Elizângela de Ramos Ferreira, 26 anos, realizou o sonho de fugir do aluguel. Morava com a filha Raiana de 9 anos em um apartamento alugado no Alto Boqueirão, onde pagava mensalmente R$420. Agora passará a pagar R$165 (com o condomínio) em um imóvel que será de sua propriedade. “Esse dinheiro que vai sobrar vou poder investir em outros sonhos, como no curso de auxiliar em odontologia”, conta.

Sobre o apartamento ela não poupa elogios. “É lindo, muito bem acabado, perfeito para nós. A região é ótima também, tem tudo o que precisamos. Estamos muito felizes, é um dia inesquecível”, ressalta.

Elaine Aparecida, 25 anos, é vendedora ambulante - ela vende sorvetes no Parque Tanguá. Mãe única provedora de Mikael, nove anos e da pequena Silviane de apenas oito meses. A família vivia em área de risco, na Vila Terra Santa, no Tatuquara. “A casa estava em mau estado, porque sempre alagava quando chovia bastante”, relembra.

Agora a realidade é outra. “Esse apartamento representa uma grande mudança nas nossas vidas. Minha família vai estar em um lugar seguro, com acesso a ônibus, perto da unidade  de saúde, creche e escola. Estou tão feliz que chego a nem acreditar”, afirma Elaine.

A família do manobrista Alessandro Riskovski, 29 anos, e Ana Paula Pereira, 28, recebeu uma unidade adaptada já que o primeiro filho do casal nasceu com paralisia cerebral e utiliza uma cadeira de rodas. Para facilitar a vida de Alison, 11 anos, o apartamento possui portas maiores e barras de apoio no banheiro.

O pai elogiou a acessibilidade no resto do empreendimento. “Tem rampas de acesso que permitem trazer o Alison para passear aqui fora. Facilita bastante o deslocamento”, disse. Ana Paula completou citando a área de recreação que será muito usada por Mateus, oito anos, e futuramente pelo Lucas de apenas oito meses. “Excelente espaço para eles brincarem. Tenho certeza que seremos felizes aqui”, destacou.

Minha Casa Minha Vida - O programa federal está sendo implantado em Curitiba por meio de uma parceria entre a Prefeitura, Cohab, Caixa Econômica e governo federal. A Caixa libera os recursos e administra a obra, enquanto a Prefeitura concede incentivos fiscais e construtivos para as empresas que atuam na faixa de interesse social, atendendo famílias com renda de até 6 salários. A Cohab identifica a demanda e faz a comercialização das unidades.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera