Publicado em 4/29/2011 12:27:49 PM

Grandes obras de habitação vão impulsionar desenvolvimento do Ganchinho

Estão sendo investidos mais de R$ 140 milhões para construção de 2.858 unidades habitacionais

Cinco grandes empreendimentos habitacionais do programa municipal vão mudar o panorama do bairro Ganchinho, na Regional Bairro Novo. Atualmente com uma população de 8.695 habitantes, o bairro receberá nos próximos dois anos mais 10 mil moradores, que vão ocupar as 2.858 unidades habitacionais que já estão em construção no local, em parceria com a Caixa Econômica Federal.

“Para atender a este crescimento, a Prefeitura levará ao bairro maior oferta de equipamentos públicos e infraestrutura, para possibilitar uma expansão com qualidade de vida”, afirma o prefeito Luciano Ducci.

Os conjuntos residenciais que estão em obras vão atender diferentes segmentos da população. Da fila de inscritos no cadastro da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) serão contempladas famílias com renda de até três salários mínimos assim como as que ganham entre três e seis salários mínimos. Além disso, no Ganchinho também estão sendo reassentados moradores de ocupações irregulares e áreas de risco social.

Dos 75 bairros da cidade, hoje o Ganchinho ocupa a posição de número 55 quanto ao número de habitantes. Com o acréscimo previsto, o bairro pularia para a 26ª colocação. “Quando foram adquiridos os terrenos para construção dos empreendimentos, foram reservados espaços para implantação de novos equipamentos públicos, visando o aumento da demanda”, explica o presidente da Cohab João Elias de Oliveira.

O Ganchinho conta com dois Centros Municipais de Educação Integral (CMEI), duas escolas de 1ª a 4ª série e uma Unidade de Saúde. Mais uma escola, outra creche e uma nova unidade de saúde estão previstas para serem construídas próximas às novas moradias, com objetivo de garantir o atendimento aos futuros moradores.

Além de mais equipamentos públicos, as linhas de ônibus que operam no local serão estendidas e ganharão outras paradas, com intuito de facilitar o deslocamento dos novos habitantes do bairro.

“Ao possibilitar moradia digna e oferta aos serviços públicos, a prefeitura estará dando início ao desenvolvimento do bairro. Com maior número de moradores que não pagam aluguel a tendência é o crescimento do comércio e fortalecimento da economia local”, diz o prefeito.

Empreendimentos
Entre os empreendimentos que estão em obras no Ganchinho, o maior deles engloba os Residenciais Parque Iguaçu I, II e III, onde estão sendo construídas 83 casas, 560 sobrados e 768 apartamentos. Ao todo estão sendo investidos R$ 63,5 milhões com recursos do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) para a execução da obra de 1.411 unidades habitacionais.

Os Residenciais Parque Iguaçu I, II, e III vão atender famílias de áreas de risco e também inscritos na fila da Cohab com renda até três salários mínimos. Os conjuntos serão entregues com ruas pavimentadas, redes de água, esgoto e iluminação pública. Como diferencial serão construídas 4 quadras poliesportivas no interior do empreendimento.

Direcionado ao mesmo público está sendo construído o Residencial Novo Bairro I, II, III e IV, com três casas, 198 sobrados e 208 apartamentos. Para a execução das 409 unidades estão sendo investidos R$ 18 milhões, recursos também do MCMV.

Para atender famílias inscritas na Cohab com renda entre três e seis salários mínimos, estão em obras os Residenciais Ipê, Araçá e Novo Bairro V, com um total de 976 apartamentos. Com recursos do MCMV estão sendo investidos R$ 58,5 milhões para a execução da obra.

O Moradias Jandaia está sendo construído no Ganchinho para reassentamento de famílias que vivem em situação precária nas Vilas Osternack, 23 de Agosto e Campo Cerrado. De um total de 405 casas, 199 já foram entregues, 62 estão em obras e outras 144 a entregar.

Ao todo estão sendo investidos no Moradias Jandaia R$ 6,7 milhões com recursos da Prefeitura e do PAC 1. As famílias deixam condições insalubres em beira de rio e passam a viver em casas seguras e com toda infraestrutura necessária, como ruas pavimentadas, redes de água, esgoto e iluminação pública.

“São obras de grande proporção, mas o Ganchinho vai crescer de maneira planejada, totalmente integrado ao resto da cidade. Sua população vai construir o sentimento de pertencimento e identificação com o local onde vive. É a prefeitura atuando de modo intersetorial para garantir a continuidade do desenvolvimento da cidade”, encerra Luciano Ducci.
 

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera