Publicado em 5/25/2011 5:05:46 PM

Apartamentos sorteados para 700 famílias da fila

Unidades dos Residenciais Parque Iguaçu I e II estão em construção no bairro Ganchinho

A Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) realizou nesta quarta-feira (25), sorteio para definir a ocupação de 700 apartamentos que estão em construção no bairro do Ganchinho, nos empreendimentos Residencial Parque Iguaçu I e II. A obra tem financiamento do programa “Minha Casa, Minha Vida”, do governo federal.

Participaram do sorteio 7.241 candidatos inscritos no cadastro da Cohab com renda entre R$ 930,99 e R$ 1.394,99, que atendiam os critérios estabelecidos na regulamentação nacional e local do MCMV: famílias chefiadas por mulheres; com até três dependentes; moradoras de imóveis alugados; em situação de precariedade habitacional; ou desabrigadas de áreas de risco. Inscritos que se enquadraram em quatro ou cinco critérios foram contemplados sem participar do sorteio.

Também foram sorteados candidatos para as unidades reservadas às cotas previstas na legislação municipal para atendimento de pessoas idosas; cadeirantes e portadores de deficiência; e em situação de vulnerabilidade incluídos na rede de proteção social do município. Cada um destes segmentos teve direito a 3% das unidades, o que significa um total de 63 vagas (21 para cada um dos grupos).

A relação dos candidatos sorteados pode ser consultada no site da Cohab (www.cohabct.com.br), no link “Minha Casa, Minha Vida”, no menu do lado esquerdo da tela. Quem desejar poderá fazer a consulta por meio do Alô Cohab - serviço de atendimento telefônico gratuito que atende pelo número 0800-413233 ou nas agências de atendimento que funcionam nas Ruas da Cidadania da Matriz, Boqueirão, Pinheirinho, Bairro Novo, Boa Vista e Fazendinha, além das sedes das Regionais do Cajuru e CIC e ainda no posto da Prefeitura no Tatuquara. A lista também está disponível na recepção do prédio central da Cohab, na rua Barão do Rio Branco, 45.

O sorteio foi realizado em sessão pública no auditório da Cohab, com a presença de famílias inscritas no cadastro e uma auditoria externa contratada para o evento. Todos os trâmites seguiram as determinações da portaria 140 do Ministério das Cidades, que regulamenta o funcionamento do Minha Casa, Minha Vida em todo o país, e da Resolução 15 do Concitiba (Conselho da Cidade de Curitiba) que contem a regulamentação do programa no nível local.

A identificação das famílias aptas a participar do sorteio foi feita por meio do sistema de informática utilizado para controlar o cadastro de inscritos da Companhia. Cada família habilitada recebeu um número criado aleatoriamente pelo sistema, que retirou, também de forma aleatória, os nomes dos contemplados. O sorteio incluiu uma reserva para os casos de recusa pelas famílias à unidade ofertada ou falta de aprovação dos dados cadastrais pelo agente financeiro do programa (Caixa Econômica Federal).

As famílias sorteadas serão comunicadas por meio de correspondência da Cohab. Elas deverão apresentar documentação para aprovação de cadastro pela Caixa.
A previsão é que as unidades do Residencial Parque Iguaçu I e II sejam entregues no segundo semestre deste ano. O empreendimento está localizado próximo à rua Eduardo Pinto da Rocha, a principal via do Ganchinho. As famílias contarão com subsídio para aquisição das unidades e irão pagar prestação equivalente a 10% de sua renda, pelo prazo de 10 anos.

Contente é pouco
A operadora de telemarketing Genaide Alves, 36 anos, foi uma das sorteadas e vai finalmente realizar o sonho da casa própria, onde pretende morar com a filha Victória, de 4 anos. Desde que se divorciou há dois anos ela está vivendo com a mãe e o padastro. “Contente é pouco para expressar como estou me sentindo. Sempre foi meu maior desejo ter minha própria casa. Vai ser uma grande mudança em minha vida”, ressalta.

A demonstradora Tatiana Rodrigues, 31 anos, foi sorteada nas cotas, visto que seu filho Mateus, 2 anos, possui uma deficiência imunológica chamada púrpura trombocitopênica idiopática, que requer muitos cuidados especiais. O menino tem a resistência muito baixa e não pode sair de casa.

Atualmente Tatiana mora com o filho e o marido em uma casa alugada, no Sítio Cercado, onde paga R$ 350,00 de aluguel. “Estou muito feliz, é maravilhoso este momento. Sair do aluguel é uma alegria inexplicável. O melhor de tudo é o valor da parcela ser abaixo do que pagamos de aluguel”, destaca.

Cleri Terezinha de Lara mora com o marido e o filho nos fundos da casa de seu pai, no Xaxim. Foi sorteada para adquirir uma unidade no Residencial Parque Iguaçu e por isso está na maior felicidade. “Eu lutei muito para conseguir a casa própria. É uma vitória agora poder construir um lar com minha família. Chega de morar de favor. Estou feliz demais”, afirma.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera