Publicado em 6/3/2011 5:35:22 PM

Famílias do Bairro Novo recebem escrituras de seus lotes

“Este momento representa uma vitória para as famílias, que se tornam legalmente as proprietárias do local onde vivem. É uma satisfação proporcionar esta emoção para a população”, diz o prefeito Luciano Ducci.

Moradores atendidos pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) na década de 90 já podem se considerar proprietários do terreno onde moram. Isto porque após quitar o financiamento do lote, as famílias receberam as tão sonhadas escrituras.

“O momento de entrega da escritura representa uma vitória para as famílias, que se tornam legalmente as proprietárias do local onde vivem. É uma grande satisfação poder proporcionar esta emoção para a população”, diz o prefeito Luciano Ducci.

José Rodrigues da Luz foi contemplado com um lote no Sítio Cercado em 1992. “A cidade ainda não tinha chegado aqui. Era só mato, até criação de gado tinha. Eu me sinto como um fundador, pois fui dos primeiros a vir morar aqui. E hoje fico orgulhoso em ver como a região está desenvolvida”, destaca.

Ele se inscreveu na fila da Cohab em agosto de 1990 para realizar o sonho da casa própria. Até então, pagava aluguel para viver em uma casa no Boqueirão com a esposa Noeli e os quatro filhos. Dois anos depois foi atendido com um lote no Sítio Cercado.

“Na época, em virtude da escassez de recursos para a habitação, o município atendia os inscritos na fila e os moradores de ocupações irregulares com lotes. A construção da casa ficava por conta da família”, explica o presidente da Cohab João Elias de Oliveira.

A partir daí foram dois anos de muito esforço da parte de José. “Até concluir a casa foi um período difícil, pois eu ainda pagava aluguel e tinha os gastos com a obra. Mas valeu a pena, hoje tenho a escritura em mãos e sou dono do local onde vivo. Pessoas que na época venderam seus lotes, hoje certamente estão arrependidos, boa parte está pagando aluguel”, ressalta.

Infraestrutura
Hoje os quatro filhos já deixaram a casa, onde moram somente José e Noeli. O casal não troca o bairro por nenhum outro lugar. “Aqui nós temos tudo, nosso bairro é uma maravilha. Não precisamos ir ao Centro para nada. Minha esposa faz hidroginástica no Clube da Gente sem custo algum. No Centro de Especialidades Médicas somos sempre muito bem atendidos. Não temos do que reclamar, a infraestrutura da região é ótima”, afirma.

Opinião compartilhada pelas irmãs Dirce, 59 anos e Alzira, 65, que também receberam as escrituras de seus terrenos no fim do mês de maio. “Eu adoro morar aqui, porque é um lugar tranquilo. Na minha idade é importante fazer acompanhamento médico e nisso o atendimento é muito bom no Centro de Especialidades Médicas”, diz Alzira.

As irmãs e vizinhas Dirce Salça dos Santos e Alzira Batista saíram de uma ocupação irregular no Boqueirão há 12 anos. Foram retiradas do local e receberam lotes no Sítio Cercado. “Viver lá era uma dificuldade tremenda. Sabe como é favela, não adianta você fazer a sua parte para deixar limpo se os demais não fazem. Acaba que fica aquela imundície”, conta Alzira.

Após receberem seus lotes, as famílias economizaram, se esforçaram e conseguiram erguer suas casas. “Foi a melhor coisa que nos aconteceu. Deixamos a invasão, onde a gente morava no que não era nosso, para vir para cá levar uma vida melhor”, diz Dirce.

Ela vive com o marido e o neto e aproveita bem o bairro. “Faço compras no Armazém da Família, utilizo o serviço de saúde, meu neto vai para escola. Aqui não nos falta nada, nossa vida é muito boa”, afirma. Alzira, que mora com os três filhos, complementa: “Ter vindo para cá mudou nossa qualidade de vida. E agora com a escritura do terreno tenho a segurança de que esta casa ficará para meus filhos”.

Desenvolvimento
Este processo de desenvolvimento que aconteceu no Sítio Cercado a partir da década de 90, agora está ocorrendo em outros bairros, como o Tatuquara e o Ganchinho.

“São bairros que estão recebendo bastante investimento do poder público. É onde estão se concentrando os novos empreendimentos do programa habitacional do município, por isso a Prefeitura também está levando para estes locais todos os equipamentos públicos para atendimento da população”, ressalta o prefeito Luciano Ducci.
 

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera