Publicado em 6/21/2011 12:32:41 PM

Famílias inscritas são convocadas para ocupar 768 apartamentos

Unidades dos Residenciais Parque Iguaçu I e II estão em construção no bairro Ganchinho

O sonho da casa própria está prestes a se realizar para mais centenas de famílias curitibanas com renda até três salários mínimos, já que 1.280 inscritos na fila da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) foram convocados para adquirir apartamentos que estão em construção no bairro Ganchinho. São 768 unidades dos Residenciais Parque Iguaçu I e II, onde estão sendo investidos R$ 34,5 milhões, recursos do programa Minha Casa Minha Vida.

“Além da moradia de boa qualidade, os beneficiados terão acesso a equipamentos e programas sociais do município, pois a política habitacional de Curitiba está vinculada às demais políticas públicas e garante atendimento integral ao cidadão", afirma o prefeito Luciano Ducci.

O número de candidatos chamados foi superior às unidades ofertadas para a composição de um cadastro de reserva. Os contemplados preferenciais e da reserva foram definidos por sorteio realizado no final de maio, entre inscritos na fila que atendiam o maior número dos seguintes critérios: foram desabrigadas de áreas de risco ou insalubres; são chefiadas por mulheres; enfrentam situação de precariedade habitacional; têm até três dependentes menores de 18 anos ou residem em imóveis alugados.

Nesta semana, os convocados participaram de reuniões explicativas sobre o programa. Os interessados em adquirir um apartamento agendaram a entrega de documentos para dar entrada no financiamento junto à Caixa Econômica Federal. Cada unidade tem o valor médio de R$ 45 mil e o financiamento às famílias será feito em 10 anos, com prestações que não podem exceder 10% da renda familiar. A previsão para a entrega dos imóveis é dezembro deste ano.

Adeus aluguel
O jovem casal Gustavo Vinicius (20) e Marcelle Gomes (24) está na esperança de ter o seu cadastro aprovado para a aquisição de uma unidade no Residencial Parque Iguaçu. Atualmente eles pagam R$ 350,00 de aluguel em uma casa no Pinheirinho, onde moram com o pequeno Augusto, de oito meses de idade.

Gustavo é auxiliar de produção e ficou empolgado com o baixo valor das parcelas. “É uma ótima oportunidade de comprar um imóvel. Vou pagar menos do que pago hoje em aluguel, com a diferença de que este apartamento será nosso. Aluguel não tem retorno, é dinheiro que vai embora. Agora vamos esperar e torcer, destacou.

Situação semelhante vive o casal Paulo Henrique (24) e Ana Paula Pereira (23). Ele também é auxiliar de produção só que sustenta dois filhos – Felipe de quatro anos e Breno de seis meses. A família vive em uma casa no terreno de propriedade da mãe dele, para quem pagam R$ 100,00 mensais.

A ideia de ter o próprio apartamento animou o casal. “Gostamos muito da qualidade do imóvel mostrado. Interessante também a parcela, que cabe tranquilo em nosso orçamento. Meu maior desejo é ter algo que possa ficar para nossos filhos”, conclui ele.


 

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera