Publicado em 9/15/2011 12:09:56 PM

Idosos recebem atendimento especial

Programa habitacional do município prevê cota de 3% para esta parcela da população

A política habitacional da Prefeitura de Curitiba prevê atendimento especial para pessoas idosas, tanto nos projetos de reassentamento de famílias de áreas de risco quanto no atendimento à fila de inscritos no cadastro da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) onde é reservada uma cota de 3% das unidades para esta parcela da população.

“Os idosos merecem um tratamento diferenciado do poder público. Por isso a Prefeitura de Curitiba tem uma série de programas especiais para eles e no ano que vem vamos inaugurar o Hospital do Idoso. Na área da habitação não poderia ser diferente. Garantimos moradias de qualidade para que estes cidadãos possam desfrutar de uma velhice confortável”, afirma o prefeito Luciano Ducci.

A destinação das moradias reservadas para idosos segue a lei federal que criou o Estatuto do Idoso. O artigo 38º diz que “nos programas habitacionais, públicos ou subsidiados com recursos públicos, o idoso goza de prioridade na aquisição de imóvel para moradia própria, observando reserva de 3% das unidades residenciais para o atendimento”.

No caso dos apartamentos para atendimento à fila de inscritos, dentro da cota de 3%, os idosos recebem unidades térreas, para evitar que precisem subir e descer escadas.

O mesmo princípio é seguido nos projetos de reassentamento em áreas de risco. Os idosos recebem casas ao invés dos sobrados. Durante o processo de cadastramento das famílias é feita a identificação dos idosos, para garantir o atendimento total de acordo com a demanda detectada.

“Ao realizar este atendimento prioritário, a  Prefeitura de Curitiba mostra o respeito que tem com as pessoas idosas. Possibilitamos maior dignidade a eles, ao entregarmos residências regulares, seguras e bem acabadas. É uma preocupação a menos para quem já batalhou tanto e merece sossego ”, diz o secretário municipal de Habitação, Osmar Bertoldi.

De 2009 para cá, a Cohab entregou 6.024 unidades habitacionais, entre casas, sobrados e apartamentos, respeitando a reserva de 180 unidades para pessoas idosas, como o aposentado Luís Carlos Pinto, 65 anos, que no último dia 3 foi contemplado com um apartamento no Residencial Ilha dos Pinheiros, no bairro Cachoeira.

Ele e a esposa Maria José, 55, estavam morando em Pinhais na casa da filha dele. “Estamos muito felizes, pois agora temos o nosso canto, com mais liberdade para levar a vida em nosso ritmo. O condomínio é maravilhoso, a região ótima. Só temos a agradecer”, destacou.

A aposentada Diva de Oliveira, 75 anos, é moradora do empreendimento Moradias Monteiro Lobato, no Tatuquara, desde agosto do ano passado. Ela e o irmão Rogério, 69 anos, deixaram para trás sem saudades, a casa alugada onde viviam no Fazendinha e pagavam por mês R$ 300.

Atendidos pelo programa habitacional do município, o gasto com moradia caiu para cerca de metade deste valor. “E pagar pelo o que vai ser nosso é muito melhor”, ressalta Diva, que já foi até a Cohab para fazer o projeto de ampliação da casa de dois quartos. “A casa é ótima mas quero aumentar a cozinha”, explicou.

No céu
O casal de aposentados Paulo Rodrigues da Silva, 74, e Lourdes Cristina da Silva, 67, afirma que está no céu desde que recebeu a casa onde vivem no Moradias Monteiro Lobato, em fevereiro deste ano. “Aqui é perfeito para nós, temos espaço para nossa horta que tanto gostamos, a vizinhança é ótima, o bairro tem tudo que precisamos. Depois de tantas dificuldades, estamos no céu”, diz Lourdes.

Juntos há 31 anos, eles perderam as contas de quantas mudanças já fizeram. “Passamos por muitos problemas, já moramos em lugares horríveis, mas o pesadelo acabou. Aqui viemos para ficar”, garante ela. Até o início do ano eles estavam morando em duas peças no Fazendinha, onde pagavam aluguel de R$ 250. “Não tinha espaço para nada”, lembra Paulo.

Na casa nova já colocaram piso cerâmico, alarme e em breve pretendem construir os muros. “Também compramos sofás e geladeira novos. É muita satisfação poder ter a nossa casa para arrumar, cuidar. Antes não dava nem vontade de fazer nada, agora tudo mudou. É o momento mais feliz de nossas vidas”, assegura ela.

Ambos foram criados na zona rural, portanto o quintal com horta é um dos passatempos preferidos. “Sou eu quem mais lido na horta”, diz ele. “Mas fui eu quem conseguiu as primeiras mudas”, interrompe Lourdes, bem-humorada. O casal cultiva alface, couve, almeirão, salsinha, cebolinha e brócolis.

Com relação ao atendimento recebido, só elogios. “A equipe da Cohab sempre nos tratou muito bem, são atenciosos, prestativos. Se hoje estamos tão felizes temos que agradecer a eles”, finaliza a dona de casa.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera