Publicado em 11/11/2011 4:39:55 PM

Mais 24 famílias deixam beira de rio e recebem casas novas

Moradias Cambará terá um toral de 134 unidades para abrigar oriundos da vila Unidos do Umbará

Esta sexta-feira (11) foi um dia especial para 24 famílias que viviam em condições insalubres na ocupação irregular Unidos do Umbará, no Tatuquara. Elas foram atendidas pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) e receberam sobrados novos no empreendimento Moradias Cambará, também no Tatuquara.

“Estas famílias passam a viver em condições dignas, em moradias de qualidade, afastadas do risco de enchentes e transmissão de doenças.  Saem de um local inadequado para habitação em beira de rio e vão para um bairro que está recebendo bastante investimento em infraestrutura de serviços e equipamentos públicos”, afirma o prefeito Luciano Ducci.

Esta foi a primeira etapa da relocação para o Moradias Cambará, que atenderá ao todo 134 famílias. Elas serão transferidas conforme as unidades ficam prontas. Para implantação total do projeto estão sendo investidos mais de R$ 7 milhões, recursos da prefeitura e do governo federal.

A infraestrutura do loteamento inclui ruas asfaltadas, redes de água, energia elétrica, iluminação pública, coleta e tratamento de esgoto e drenagem. A região conta com atendimento de equipamentos públicos como CMEIs (creches), unidades de saúde, escolas, unidade da FAS e armazém da família.

Conforme os caminhões de mudança partiam rumo às novas moradias, as estruturas precárias onde viviam as famílias eram colocadas abaixo, para evitar novas ocupações.

“A demolição das casas evita que elas sejam novamente ocupadas e também abre espaço para a criação de uma faixa de preservação nas margens do rio. Este trabalho vem sendo feito em todas as áreas onde a Cohab está executando projetos de urbanização”, explica o secretário municipal de habitação, Osmar Bertoldi.


Adensamento
A Vila Unidos do Umbará é uma das 43 áreas onde a Cohab está atuando. No local foram cadastradas 299 famílias, das quais 134 estão sendo transferidas para o Moradias Cambará, 36 já foram relocadas em janeiro para o Moradias Monteiro Lobato IV e 129 permanecem na área, que receberá obras de urbanização para melhorar a condição de vida dos moradores.

O grande número de relocações na Vila Unidos do Umbará se deve às características da ocupação. Trata-se de uma área com adensamento excessivo, que tem dois tipos de restrição para uso habitacional: faixa de APP (área de preservação permanente) na beira do rio e proximidade de linhas de alta tensão.

A condição de moradia das famílias é precária, em especial as que estão na margem do córrego, onde os alagamentos são frequentes. O acesso ao interior da vila é feito por travessas estreitas, com muitos becos que só permitem passagem para pedestres.

Vida nova
Gisele de Paula Gonçalves, 26, e o marido Moises de Souza Rodrigues, 40, moraram por 7 anos com os três filhos pequenos em uma casa de madeira na vila Unidos do Umbará. “Eu tinha medo que as crianças pegassem leptospirose, pois lá tinham muitos ratos, muita sujeira e quando chovia alagava e a gente acabava tendo contato com a água poluída”, diz ele.

O casal contava os dias para a mudança e agora estão muito felizes. “Vamos começar uma nova vida. Adorei o sobrado e também o bairro, vai dar gosto de deixar a casa arrumada. Passamos muita dificuldade na vida, mas a partir de hoje serão outros tempos”, afirma Gisele.

O pedreiro Renato Fiuza, 40 e a esposa Marlene, 50, também deixaram para trás a vida em beira de rio. Por oito anos eles moraram em uma casa de madeira na ocupação irregular. “Além dos ratos, do mau cheiro e dos alagamentos o maior problema era a falta de um endereço. Para fazer um crediário a gente dava endereço de outra pessoa”, relembra ele.

Agora a realidade do casal será outra. “Isto é a maior maravilha que aconteceu em nossas vidas, a maior conquista. Não vejo a hora de plantar grama no jardim, de colocar cerâmica no piso, fazer tudo para a casa ficar linda. Estamos em lua de mel, pois mesmo juntos há 10 anos, nos casamos há 4 meses. Não podia ter presente melhor”, finaliza ela.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera