Publicado em 11/19/2011 11:53:41 AM

Prefeito e famílias instalam condomínio

Com entrega prevista para dezembro, o Residencial Floresta, no Santa Cândida, será destinado a 192 famílias da fila da Cohab

 O prefeito Luciano Ducci participou neste sábado (19) do evento de instalação de condomínio do Residencial Floresta, que aconteceu no Salão de Atos do Parque Barigui. O empreendimento integra o programa habitacional do município e atenderá famílias inscritas na fila da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) com renda entre R$ 1.395 e R$ 2.700.

“São mais curitibanos que irão realizar o sonho da casa própria. A instalação do condomínio é uma exigência legal para o registro do Residencial em cartório, antes da entrega dos apartamentos. Esta reunião é um encontro de futuros vizinhos e uma oportunidade para que as famílias possam dar início a um convívio harmonioso”, disse o prefeito.

O Residencial Floresta, localizado no Santa Cândida, foi construído com investimento de R$ 8,25 milhões do programa Minha Casa Minha Vida. O empreendimento conta com 192 apartamentos de dois quartos e tem entrega prevista para o mês de dezembro.

O prefeito disse aos futuros moradores do condomínio que eles poderão contar com uma boa infraestrutura no bairro e revelou que a rede de equipamentos públicos da região será reforçada com mais melhorias no próximo ano. “Vocês estarão próximos do Jardim Alegria, onde a Prefeitura vai construir uma unidade de saúde. Além disso, terão a linha do Ligeirão Santa Cândida – Centro que entrará em funcionamento em meados de 2012”, falou.

A parte de obras do Residencial Floresta já foi toda concluída. O empreendimento está em fase de legalização e a instalação do condomínio faz parte desta etapa. Trata-se de uma formalidade exigida para a averbação e registro em cartório da construção. Após concluída esta parte documental, as unidades poderão ser destinadas às famílias beneficiadas.

“Hoje, vocês estão fazendo uma espécie de preparativo para a vida em comunidade“, disse o presidente da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab), Ibson Campos, que estava na reunião. A Cohab atuou na seleção e convocação das famílias que irão morar no Residencial e deu apoio à administradora contratada para tratar das formalidades legais de instituição do condomínio.

Os apartamentos têm custos diferenciados: R$ 52 mil as unidades térreas e R$ 55 mil as demais. As famílias receberam subsídio de até R$ 17 mil para aquisição das unidades. O desconto variou conforme o rendimento familiar - quanto menor a renda, maior o subsídio. O financiamento pode ser feito em até 25 anos e a prestação média gira em torno de R$ 350.

 

Melhor que aluguel


Luiz Szymaski compareceu à primeira reunião do condomínio do Residencial com a mulher Roseli e o filho Luís Augusto, de seis anos. Ele trabalha com manutenção predial e, durante anos, “cuidou da casa dos outros”. Agora, poderá zelar pelo seu próprio patrimônio.

E este cuidado começou cedo: a família, que hoje mora em imóvel cedido pelo pai de Luiz, acompanhou as obras e não vê a hora de mudar para a casa nova. “Estamos guardando dinheiro para personalizar o apartamento”, contam. Utilizando recursos como o saldo do FGTS para diminuir o valor financiado, eles conseguiram contratar um financiamento com prestações de R$ 230 mensais. “É mais barato que um aluguel”, diz Luiz.

Dorian Souza Belo, operador de call center, e Cristiane Ribeiro, cabeleireira, pretendem mudar com a filha de 15 anos para o Residencial Floresta antes do final do ano. Eles moram nos fundos do terreno da família de Dorian e irão pagar prestação de R$ 370. “O valor é acessível, ainda mais considerando a localização do condomínio”, falou ele. Anteriormente, os dois haviam recusado outras ofertas de imóveis feitas pela Cohab porque sonhavam viver na região norte da cidade. “No Santa Cândida tem tudo que precisamos”, disseram.

MCMV

O MCMV está sendo implantado em Curitiba por meio de parceria entre a Prefeitura, Cohab e Caixa Econômica. A Caixa libera os recursos e administra a obra; a Prefeitura concede incentivos fiscais e construtivos para as empresas que atuam na faixa de interesse social; a Cohab identifica a demanda e faz a comercialização das unidades.

Desde o lançamento do programa em 2009, já foram entregues em Curitiba 856 unidades habitacionais, enquanto outras 5.509 (incluindo o Residencial Floresta) estão em obras. Mais 2.309 estão em fase de contratação, o que totalizará 8.674 famílias atendidas.

A reunião para instalação do condomínio no Salão de Atos do Parque Barigui teve dois momentos. O prefeito esteve presente na primeira parte, fazendo a saudação aos futuros moradores e, depois, ocorreu a parte formal de constituição do condomínio, só com as famílias. Acompanharam o prefeito os vereadores Julieta Reis, Tico Kusma e Roberto Hinça, o deputado federal Fernando Francischini, e a administradora regional do Boa Vista, Janaína Gehr.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera