Publicado em 11/22/2011 6:05:12 PM

Famílias deixam condição precária e recebem casas novas no Uberaba

Foram entregues 33 unidades para moradores de área de risco no Jardim Icaraí

Esta semana começou diferente para 33 famílias que viviam em situação de precariedade habitacional na ocupação irregular Jardim Icaraí, no Uberaba. Elas receberam novas moradias, construídas pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) no empreendimento Moradias União Ferroviária, localizado nas proximidades da ocupação.

“ A atuação da Prefeitura nas áreas mais carentes da cidade transforma a vida das famílias, que saem de um local impróprio para moradia, onde enfrentam enchentes e risco de contrair doenças e passam a viver em casas seguras, em local com infraestrutura. Moradias dignas ajudam a elevar a qualidade de vida destas pessoas”, afirma o prefeito Luciano Ducci.

Na segunda-feira (21), 15 famílias deixaram a ocupação rumo às casas novas e na terça-feira (22) outras 18 famílias fizeram suas mudanças. No segundo dia de reassentamentos, os moradores receberam a visita do secretário municipal de Habitação, Osmar Bertoldi e do presidente da Cohab, Ibson Campos. “É uma grande alegria entregar  casas novas para quem mais precisa', diz Bertoldi.

Conforme os caminhões de mudança partiam rumo às novas moradias, as estruturas precárias onde viviam as famílias eram colocadas abaixo, para evitar novas ocupações. “A demolição dos barracos evita que eles sejam novamente ocupados. Este trabalho vem sendo feito em todas as áreas onde a Cohab está executando projetos de urbanização”, explica o presidente da Cohab.

As famílias beneficiadas com novas unidades habitacionais foram retiradas do local onde será construído o Parque do Centenário da Imigração Japonesa, um projeto da Secretaria Municipal do Meio Ambiente que prevê a criação de um grande parque, com 500 mil metros quadrados, na faixa de preservação ambiental do rio Iguaçu.

Urbanização
O Moradias União Ferroviária está sendo construído para reassentar famílias que vivem em situação de risco nas vilas que compõem o chamado bolsão Audi/União. Do total de 473 casas, 255 já foram entregues. A intervenção da Prefeitura na área inclui também obras de urbanização que somadas aos reassentamentos vão beneficiar um total de 3,1 mil famílias.

Para acabar com os alagamentos que ocorriam com frequência foi criado um sistema de contenção de cheias, que inclui dois diques, bombas para escoamento da água e um canal que acompanha o rio Iguaçu. A estruturação do bolsão inclui também a instalação das redes de água e energia elétrica para substituir as ligações clandestinas. Parte da área conta agora com rede de esgoto e no futuro este benefício deve se estender por todo o bolsão.

Hoje, estão funcionando no local duas unidades de atendimento da Fundação de Ação Social (FAS), uma creche, uma escola municipal de 1ª à 4ª série do 1º grau e duas unidades de saúde. Uma segunda creche está em construção, além do  Centro da Juventude e um barracão para reciclagem.

Com todas estas melhorias, o bolsão Audi é uma das áreas na cidade que concentra mais investimentos do município. Os recursos envolvidos nas obras concluídas e em andamento no local chegam a R$ 46,1 milhões. Parte deste valor, R$ 24,1 milhões são investimentos da Prefeitura e o restante, R$ 22 milhões, vem do governo federal.

Mudança de vida
Teresinha Costa, 37 anos, morava com o marido e a filha no Jardim Icaraí há cinco anos. “Foi um tempo muito difícil. Viver em favela só sabe como é quem já morou. A gente enfrentava o problema do mau cheiro, da sujeira e principalmente do perigo de pegar alguma doença. Mas agora tudo mudou, gostei muito do lugar, a casa é ótima e vou fazer de tudo para ela ficar ainda mais bonita”, afirma.

A pintora autônoma Sandra Mara Fernandes, 41 anos, estava emocionada na hora da mudança. Devota de Nossa Senhora Aparecida, ela conta que ganhou uma imagem da santa logo que chegou na ocupação há seis anos. “Eu só tinha um cobertor, uma televisão e minha fé. A santa me ajudou bastante nesse período e com muito esforço as coisas foram melhorando. A maior conquista, sem dúvida, é esta casa”, ressalta.

O casal Alexandro e Cristiane Antunes, ambos de 21 anos, vão poder ganhar o segundo filho com maior tranquilidade. O pequeno Cristopher, de dois anos, vai ganhar um irmãozinho em janeiro e a casa nova não poderia vir em melhor hora. “Os alagamentos que aconteciam lá deixavam a vida complicada. Quando chovia ficava muito difícil sair de casa. Estamos muito felizes em receber a casa nova, pois vamos poder dar mais conforto para nossos filhos. Para nós começa hoje uma vida nova”, encerra ele.


 

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera