Publicado em 12/16/2011 12:48:16 PM

Cohab convoca famílias para adquirir 1.136 apartamentos

Unidades serão construídas nos bairros Santa Cândida e Tatuquara.

Famílias com renda entre R$ 1,6 mil e R$ 3,1 mil inscritas no cadastro da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) estão sendo convocadas para adquirir apartamentos no Residencial Cedro, empreendimento com 624 unidades que será construído no bairro Santa Cândida e no Residencial Cidade de Broni, conjunto de 512 unidades no Campo do Santana. Ambos empreendimentos serão construídos com recursos do programa Minha Casa Minha Vida.

As famílias convocadas participam de reuniões informativas sobre os empreendimentos e as condições de financiamento. A comercialização das unidades está sendo feita “na planta”, ou seja, antes do início das obras. Após a reunião, os interessados em adquirir um apartamento devem encaminhar a documentação para aprovar o financiamento junto à Caixa Econômica Federal.

Os empreendimentos - Os condomínio serão dotados de área de estacionamento e de recreação, além de salão de festas com churrasqueira. Os apartamentos, com dois quartos, terão área útil de 42 metros quadrados. “Os dois conjuntos estão localizados em regiões bem atendidas por equipamentos públicos como escola, creche e unidade de saúde”, afirma o secretário municipal de Habitação, Osmar Bertoldi.

A construção do Residencial Cedro significará um investimento de R$ 43,6 milhões, enquanto no Residencial Cidade de Broni serão investidos R$ 38 milhões. O valor das unidades é de R$ 72 mil para os apartamentos térreos e R$ 75 mil os demais. A aquisição pelas famílias interessadas poderá ser financiada em até 25 anos e, conforme a faixa de renda familiar, poderá incluir subsídio (desconto de até R$ 17 mil no preço final do imóvel). Quanto menor a renda maior é o subsídio.

O financiamento terá juros de 5% a 6 % ao ano, valor abaixo das taxas praticadas no mercado. Quem tem FGTS ou poupança poderá utilizar este recurso para abater no financiamento e reduzir a prestação mensal, que também é variável de acordo com cada orçamento. Uma família com renda de R$ 1,6 mil vai pagar uma parcela de aproximadamente R$ 430.

Sonho da casa própria – O casal Ismael Appelt e Juliana Anacleto, ambos 28 anos, está contando os dias para realizar o sonho da casa própria. O motoboy e a diarista vivem com a filha Yasmin, de dois anos, nos fundos da casa da mãe de Juliana, no Pinheirinho. Eles pretendem adquirir um apartamento no Cidade de Broni, no Tatuquara. “Queremos o nosso canto principalmente para ter mais privacidade. Gostamos muito da proposta, a prestação cabe no bolso. A vantagem é que continuaremos perto da família”, diz ela.

A empresária Jaqueline Lass, 39 anos, deseja adquirir uma unidade no Residencial Cedro, no Santa Cândida. Atualmente ela mora com a mãe em uma casa no Alto Boqueirão. “Já está na hora de eu ter meu próprio espaço. O apartamento parece ser muito bem acabado e a região lá é ótima. Espero que dê certo a documentação e eu consiga o financiamento”, destacou.

O reparador de veículos Marciano Oliveira, 26, e a massoterapeuta Ana Frizon, 28, optaram pelo Tatuquara. Cada um ainda mora com seus respectivos pais, mas pretendem já garantir um imóvel para poderem casar. “Achamos muito satisfatório, o valor é bom, já conhecemos a região. O melhor é que o imóvel tem dois quartos, pois no futuro pretendemos ter um filho”, ressalta.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera