Publicado em 12/22/2011 3:16:07 PM

Projeto é o primeiro a concluir recuperação ambiental de área antes habitada irregularmente

A inauguração da praça Bela Vista do Passaúna representa o sucesso do modelo adotado pela Prefeitura de Curitiba no reassentamento de famílias de locais impróprios para moradia

A inauguração da praça Bela Vista do Passaúna, semana passada no bairro São Miguel, representa o sucesso do modelo adotado pela Prefeitura de Curitiba no reassentamento de famílias de locais impróprios para moradia e recuperação ambiental de áreas degradadas. Ao todo, foram investidos no projeto R$ 9,18 milhões.

A atuação integrada da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) e da Secretaria Municipal do Meio Ambiente possibilitou que 349 famílias que viviam de forma precária em área de manancial recebessem moradias dignas, e o local onde habitavam irregularmente pôde ser totalmente recuperado, com plantio de grama e implantação de equipamentos esportivos e de lazer.

“O projeto de intervenção na vila Bela Vista do Passaúna foi o primeiro na cidade a completar todo o ciclo. As famílias foram retiradas da área de proteção ambiental e reassentadas em novas moradias construídas nas proximidades, enquanto o local que estava se deteriorando com a ocupação indevida foi revitalizado e hoje está à disposição da comunidade”, explica o secretário municipal de Habitação, Osmar Bertoldi.

Histórico - Em meados da década de 80 teve início a ocupação das proximidades do rio Passaúna - responsável por parte do abastecimento de água da população de Curitiba e Região Metropolitana. Além da precariedade habitacional, os moradores não contavam com infraestrutura e utilizavam ligações clandestinas de água e energia elétrica. Por se tratar de área de proteção ambiental a única solução viável seria remover todas as famílias para outra localidade, para em seguida recuperar a área.

A Prefeitura adquiriu um terreno, no bairro Augusta – distante cerca de 1km da ocupação - onde foram construídas 349 novas unidades habitacionais em empreendimento  com redes de água, esgoto, luz, drenagem e pavimentação asfáltica nas ruas. Ao final de 2009, todas as famílias já haviam sido reassentadas e receberam as escrituras de seus terrenos. Para atender os novos moradores foi construída uma creche próxima às moradias.

Recuperação ambiental – Após a retirada das famílias, para dar utilidade ao local e evitar uma nova ocupação foi implantada a Praça Bela Vista do Passaúna, a segunda maior da cidade com 31 mil metros quadrados, atrás apenas da Praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico, com 52 mil metros quadrados.

O espaço conta com quatro quadras de areia (duas para vôlei e duas para futebol), dois playgrounds, uma pista de skate, equipamentos de ginástica, uma área de estar com mesinhas e bancos e 1.400 metros de calçadas e pista de caminhada, além do plantio de grama e árvores nativas.

Para realizar o projeto completo foram investidos R$ 9,18 milhões – recursos da Prefeitura, Caixa Econômica Federal e Fonplata (órgão financeiro com atuação nos países da bacia do rio da Prata).

Beneficiados - O casal de aposentados Pedro Alves, 68, e Maria de Jesus, 54, foi atendido com uma casa nova após viverem por 18 anos de forma precária na ocupação irregular. “Eu vivia mal, com gripe, tossindo. Devia ser por causa do jeito que a gente vivia, no meio dos ratos, da sujeira, com a casa de madeira apodrecendo. Aqui na casa nova é uma maravilha, somos muito felizes. Daqui eu só saio quando Deus me chamar”, diz Maria.

Outra que está contente com o novo estilo de vida é a dona de casa Vera Lúcia Fermino, 60 anos, que assim como a vizinha Maria recebeu a casa nova em 2009. “Morei por 14 anos na vila, era muito difícil, porque não tinha estrutura para nada. Aqui estamos no céu, além da casa ser ótima, temos ônibus perto, creche, Armazém da Família onde faço minhas compras. A Prefeitura está de parabéns pelo trabalho que fez com nossa comunidade”, afirma.

Com relação à nova praça, as duas vizinhas concordam. “Ficou linda demais”, disse Maria. “Está maravilhosa, adoro vir passear aqui no fim da tarde”, completou Vera, acompanhada do neto Maicon. “Ali, do lado daquela árvore era o meu barraco”, apontou Maria e em seguida emendou: “eu chegava a sonhar com o dia da mudança, nós sofremos muito. Mas agora a vida é outra, em vez de barracos temos casas boas e esta praça bonita. O sonho se realizou”.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera