Publicado em 2/15/2012 4:53:24 PM

Casa nova para 37 famílias que viviam em beira de rio

Beneficiados deixam condição precária na bacia do rio Formosa e passam a viver no Moradias Arroio

Mais 37 famílias estão sendo retiradas de áreas de risco e reassentadas em novas moradias construídas pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) no empreendimento Moradias Arroio, no CIC. Nesta quarta-feira (15) aconteceu a mudança de 18 famílias, enquanto as demais serão transferidas na quinta-feira (16). Os beneficiados deixam condição precária nas vilas Leão, Formosa, São José e Uberlândia, todas no bairro Novo Mundo.

“São dezenas de pessoas que começam uma nova etapa em suas vidas. Deixam para trás o passado de sofrimento em beira de rio, risco de enchentes e transmissão de doenças para viver em moradias de qualidade em região bem atendida por equipamentos e serviços públicos”, diz o presidente da Cohab, Ibson Campos.

O empreendimento tem um total de 334 unidades e está sendo entregue de forma gradativa, a medida que as casas e sobrados ficam prontos. Após o término desta etapa chega a 184 o número de famílias atendidas no local. A obra tem um custo total de R$ 7,7 milhões, com recursos da Prefeitura e do governo federal.

A infraestrutura do loteamento inclui ruas asfaltadas, redes de água, coleta e tratamento de esgoto, drenagem, energia elétrica e iluminação pública. O projeto inclui, além das casas e sobrados, uma creche (CMEI) que está em obras e uma unidade de atendimento da Fundação de Ação Social (FAS) que já está funcionando.

As famílias que estão ocupando as unidades do Moradias Arroio são originárias de vilas que ficam na área de abrangência da bacia do rio Formosa. Logo após as mudanças, as residências precárias são demolidas. Depois da retirada total das casas da margem do rio, a faixa de preservação será recuperada com o plantio de árvores, e para evitar uma nova ocupação indevida, serão implantados equipamentos de recreação e ciclovia.

Vida nova – O casal Ediomara Aparecida, 38, e Eduardo Oliveira, 32, vivia em uma casa de madeira na Vila Leão, onde enfrentavam o risco de alagamentos, além dos ratos, o mau cheiro e a precariedade da moradia. “A casa estava caindo, as tábuas apodrecendo. A gente não via a hora de sair de lá”, conta ela, que é coletora de materiais recicláveis.

Eles foram atendidos com um sobrado de dois quartos, onde também vai morar a Jenifer, 15 anos, filha de Ediomara. “Adorei o sobrado, estou muito feliz. Pretendo agora fazer o muro e deixar tudo bem arrumado. Quero poder sentir orgulho ao receber visitas de parentes e amigos”, destaca ela.

A dona de casa Bernadete de Fátima, 55, viveu por 15 anos na vila Uberlândia. “Eu sempre estava doente, pois o lugar era muito úmido e sujo. Tinha muito rato, lama, não era possível deixar em ordem. Aqui não tem comparação, é um lugar ótimo. Tenho certeza que até minha saúde vai melhorar”, afirma ela, que vai morar no sobrado novo com o filho Saimon, 15 anos.

“O Moradias Arroio faz parte do conjunto de obras do programa habitacional do município para urbanização de áreas irregulares, reassentamento de famílias das margens de rios e recuperação ambiental. As obras do programa atendem mais de 13 mil famílias em 43 vilas espalhadas pela cidade”, explica o secretário municipal de Habitação, Osmar Bertoldi.
 

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera