Publicado em 3/15/2012 10:11:54 AM

Mais de 1.500 moradias estão em obras na Regional Boa Vista

Residenciais Aroeira e Imbuia no Santa Cândida, e Palmas de Ouro I e II no Cachoeira vão atender inscritos na fila da Cohab


Quatro grandes empreendimentos habitacionais estão sendo construídos em bairros da Regional Boa Vista para atender inscritos no cadastro da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab). Os Residenciais Aroeira e Imbuia, no Santa Cândida, e Palmas de Ouro I e II, no Cachoeira, vão possibilitar que 1.560 famílias realizem o sonho da casa própria.

“Estamos com obras de habitação em vários pontos da cidade, desde a região sul até a região norte, para atender a população que precisa de moradia. São imóveis de ótima qualidade por valores muito abaixo da média cobrada no mercado imobiliário. Milhares de famílias estão bem próximas de dar adeus ao aluguel”, destaca o secretário municipal de Habitação, Osmar Bertoldi.

Os empreendimentos estão sendo construídos com recursos do programa Minha Casa Minha Vida e vão beneficiar famílias com renda até R$ 2.900. Em estágio mais adiantado estão os Residenciais Palmas de Ouro I e II, no bairro Cachoeira, onde estão sendo investidos R$ 30,8 milhões para a construção de 560 apartamentos de dois quartos, que já foram comercializados com inscritos na Cohab com renda entre R$ 1.395 e R$ 2.900.

No Santa Cândida as obras iniciaram depois, mas já é possível visualizar os empreendimentos começando a ser erguidos. O Residencial Aroeira terá 152 casas e 288 apartamentos e o Residencial Imbuia terá 560 apartamentos, ambos para atender a clientela da Cohab com renda até R$ 1.600. O primeiro significa investimento de R$ 24 milhões e o segundo R$ 30,8 milhões.

No bairro Cachoeira estão em fase de contratação de obras outros três conjuntos: o Residencial Cedro, com 624 apartamentos e o Residencial Paineiras com 144, ambos para famílias com renda entre R$ 1.600 e R$ 3.100; e o Residencial Pinheiros, com 127 unidades para atender inscritos na Cohab com renda até R$ 1.600. Ao todo os três vão representar investimentos de R$ 56,9 milhões.

Região norte - Nos últimos anos, a política habitacional para atender a chamada fila da Cohab concentrou a maior parte das ações na região sul da cidade. “Foram entregues diversos conjuntos na Regional Bairro Novo e outros empreendimentos grandes estão em obras no Ganchinho e Tatuquara. Porém, a partir do ano passado começamos a direcionar obras para a região norte”, explica o presidente da Cohab, Ibson Campos.

No final de 2011 foram entregues dois conjuntos na regional Boa Vista: o Residencial Floresta, no Santa Cândida, com 192 apartamentos e o Residencial Ilha dos Pinheiros, no Cachoeira, com 216 unidades. Ambos beneficiaram famílias inscritas na fila da Cohab e somados significam investimento de R$ 19,8 milhões. “A região norte é uma área que conta com muitos bosques de vegetação nativa. Nos empreendimentos que já entregamos e também nos que estão em obras, procuramos manter esta vegetação preservada”, ressalta Campos.

A pensionista Marina Silva Martins, 50 anos, mudou para o Residencial Floresta no início de janeiro e abandonou o aluguel que pagava para morar em uma casa no São Braz. “Estou adorando viver aqui. O bairro é ótimo, tem tudo que preciso. O condomínio é muito tranquilo, já fiz boas amizades. É um sonho realizado”, destaca.

MCMV -  Desde o lançamento do Minha Casa Minha Vida, em 2009, a implantação do programa em Curitiba tem sido referência para outras grandes cidades. Na capital paranaense já foram entregues 1.048 unidades habitacionais e outras 6.357 estão em obras. A atuação conjunta do município e do governo federal envolve a Prefeitura, a Cohab e a Caixa Econômica Federal.

A articulação prevê atribuições específicas para cada um dos participantes do processo: a Caixa libera os recursos e administra as obras; a Prefeitura concede incentivos fiscais e construtivos para as empresas que atuam na faixa de interesse social; a Cohab identifica a demanda, comercializa as unidades e realiza trabalho social com os moradores nas fases de pré e pós ocupação das unidades (famílias com renda até R$1.600).

“O trabalho modelo realizado em Curitiba demonstra a preocupação da Prefeitura em atender as famílias que mais necessitam de moradia. Nunca uma gestão municipal foi tão voltada para a área de habitação com esta. São muitas obras, tanto para reassentar moradores que vivem em situação de risco na beira dos rios, como também para atender os inscritos na fila da Cohab”, finaliza o secretário municipal de Habitação, Osmar Bertoldi.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera