Publicado em 4/3/2012 4:11:23 PM

Famílias deixam áreas de risco e recebem casas novas

Moradores das Vilas Parque Náutico e Bons Amigos habitavam margens de linha férrea

Mais 61 famílias foram beneficiadas com novas moradias do programa habitacional do município, nesta semana. Elas deixam situação precária em casas próximas à linha férrea e passam a viver em novas unidades no conjunto Moradias Boas Esperança I, empreendimento construído no bairro Tatuquara com recursos do programa Minha Casa Minha Vida. As famílias reassentadas foram retiradas da vila Bons Amigos, no Umbará e Parque Náutico, no Alto Boqueirão.

As duas ocupações irregulares surgiram em meados da década de 80 nas margens da linha férrea. A faixa até 15 metros de distância dos dois lados dos trilhos possui restrições habitacionais, pois há risco para os moradores. Em 2008, a América Latina Logística (ALL), responsável pela faixa, entrou com ação de reintegração de posse para remover as famílias dos locais.

Na época, a Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) assinou um termo de cooperação com a ALL, comprometendo-se a mapear, cadastrar e buscar recursos para reassentar estas famílias, em contrapartida a ALL suspendeu a ação de reintegração de posse.

Uma parte das famílias está sendo reassentada no Moradias Boa Esperança I e outra parte será transferida para o Residencial Parque Iguaçu, que está em obras no bairro Ganchinho, também com recursos do Minha Casa Minha Vida.

Moradias Boa Esperança I - Ao todo, o Moradias Boa Esperança I conta com 202 unidades, construídas com investimento de R$ 8 milhões. São seis casas térreas para atender idosos e portadores de necessidades especiais e 196 sobrados para os demais moradores. Na semana passada foram reassentadas as famílias da vila Ipiranga, no Capão Raso e nesta terça (03) e quarta (04) é a vez dos moradores da ocupação Belo Ar, no CIC.

Estão sendo beneficiadas famílias com renda até três salários mínimos. De acordo com as normas do programa, as famílias atendidas vão pagar prestações que não podem exceder 10% da renda familiar, pelo prazo de 10 anos. Após este período o imóvel estará quitado.

O Tatuquara, bairro onde se localiza o empreendimento, vem recebendo um grande volume de investimentos para melhorar a qualidade de vida da população. Recentemente, o prefeito Luciano Ducci anunciou a pavimentação de 40,6 quilômetros em 177 ruas da região. Além do asfalto, o bairro vai ganhar Rua da Cidadania, terminal de ônibus e unidade de saúde 24 horas.

“Estas famílias deixam uma condição precária de moradia e passam a viver em um condomínio de sobrados de boa qualidade, em lugar seguro e bem atendido por serviços e equipamentos públicos”, afirma o presidente da Cohab, Ibson Campos.

Recomeço - Luana Moreira, 22 anos, morava em uma pequena casa de madeira na vila Parque Náutico, com os três filhos de seis, quatro e três anos. “Era só uma peça, então ficava bem apertado. Aqui achei uma maravilha, o sobrado é ótimo e vai ter mais espaço. Estou muito contente, como se fosse começar uma nova vida, afirma ela.

A babá Elaine dos Reis, 23 anos, é outra que se mudou para o Boa Esperança I, onde vai morar com a pequena Gislaine, de três meses. Durante dez anos ela viveu na margem da linha férrea, na vila Bons Amigos, no Umbará. “É no meio do nada, em volta só tem mato e a linha do trem”, diz.

Entre os principais problemas de morar na ocupação irregular ela cita a falta de um endereço oficial. “Correspondência não chega, cadastro em loja não aceitam, sempre foi muito difícil morar lá. Sem falar o trem, que de madrugada não deixa ninguém dormir sossegado. Agora vai melhorar bastante, estamos num lugar bom, que tem tudo por perto”, destaca Elaine.

A aposentada Donária Gonçalves, 76 anos, morou por duas décadas em uma casa colada na linha do trem, na vila Bons Amigos. “Era duro, a casa estava muito velha, nem banheiro tinha”, conta. Para evitar que precise subir e descer escadas, ela foi atendida com uma casa térrea. “Estou feliz demais. Não existe maior sorte do que mudar para uma casa melhor, em um lugar melhor. É uma benção”, finaliza.
 

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera