Publicado em 9/12/2012 10:55:19 AM

Saiba como e onde renegociar dívidas com a Cohab

São duas as alternativas para renegociação de pagamentos em atraso

A Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) conta hoje com mais de 23 mil mutuários, dos quais quatro mil estão inadimplentes. Para regularizar sua situação o mutuário deve comparecer a uma das nove agências de atendimento da Cohab. Para facilitar o processo é necessário agendar o atendimento pela central telefônica Alô Cohab, no telefone 0800-41-3233.

As agências da Cohab ficam nos seguintes endereços: Rua da Cidadania Boa Vista, avenida Paraná, 3.600, sala 27; Rua da Cidadania Boqueirão, avenida Marechal Floriano, 8.430, loja 21 C; Rua da Cidadania Fazendinha rua Carlos Klemtz, 1.700, loja 27; Rua da Cidadania Matriz, na praça Rui Barbosa; Rua da Cidadania Pinheirinho, avenida Winston Churchilll, 2.033, loja 6 A; Rua da Cidadania Bairro Novo, rua Tijucas do Sul, 1.700, sala 10; Unidade de Atendimento Tatuquara, rua Pero Vaz de Caminha, 560; Administração Regional Cajuru, rua Luiz França, 2.032, loja 8; Administração Regional da CIC, rua Manoel Waldomiro de Macedo, 2.460, loja 3.

Condições e modalidades de renegociação
Para obter acesso à renegociação de dívidas é necessário ter contrato registrado em cartório (este registro é responsabilidade do mutuário); não ter débitos de IPTU nem de condomínio; e ter renda equivalente a quatro vezes o valor da prestação para não comprometer mais do que 25% da renda familiar mensal com o pagamento das parcelas do financiamento.

Para regularizar os pagamentos há duas alternativas de renegociação: a novação ou o acordo financeiro. As duas modalidades oferecem o benefício do pagamento dos atrasados com o perdão dos juros de mora (cobrados sobre as prestações em atraso). Este benefício, de acordo com a lei e o decreto que regulamentam a renegociação, só pode ser concedido uma única vez.

A novação é a repactuação do contrato, considerando o valor da dívida sem juros acrescido do saldo devedor. A definição do prazo, que pode chegar a 240 meses, levará em conta a idade e renda do mutuário. O valor da prestação não pode ser inferior a 20% do salário mínimo (R$ 124,40). A novação é formalizada por meio de um aditivo contratual.

Na modalidade de acordo financeiro, o valor da dívida, isento de juros, é incorporado às prestações remanescentes. O mutuário assina um termo de adesão ao acordo e mantêm-se as condições do contrato original.

Durante o atendimento na agência, o mutuário terá acesso a uma simulação com as duas alternativas para escolher a modalidade de renegociação mais favorável às suas condições.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera