Publicado em 10/29/2012 10:57:29 AM

Regularização da Vila Sandra proporciona escrituras para 734 famílias

A documentação garante aos moradores a propriedade do terreno onde vivem

Moradores da Vila Sandra, no CIC, estão recebendo as escrituras de propriedade dos lotes em que vivem, após a regularização fundiária da área ter sido concluída pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab). Durante o mês de outubro os moradores tiveram acesso ao documento. Ao todo, estão sendo beneficiadas 734 famílias, que após a titulação passam a ser oficialmente proprietárias dos locais onde vivem.

A regularização da área põe fim a uma espera de 20 anos das famílias, que estão no local desde setembro de 1992. A área onde se formou a ocupação pertencia à Curitiba S/A – empresa de economia mista do município. Quando os primeiros moradores se estabeleceram ali não havia qualquer infraestrutura no local e, só aos poucos, a medida que a ocupação se consolidou chegaram os benefícios.

A condição atual da área difere muito da situação inicial. Localizada em ponto estratégico do bairro, entre as ruas Luiz Tramontin e José Dembinski, a Vila Sandra tem hoje infraestrutura completa e é servida por diversos serviços e equipamentos públicos localizados na vizinhança, como linha de ônibus, creches, escolas e unidade de saúde. O que faltava para as famílias era a garantia do documento de propriedade dos lotes.

No início do mês, técnicos da Cohab começaram a percorrer as casas das famílias beneficiadas para fazer a identificação e qualificação dos moradores. Após esta etapa, os moradores agendam por telefone uma data para a entrega da documentação necessária à elaboração da escritura.

Segurança – A cabeleireira Josiane da Cruz, 49 anos, mora há 13 na Vila Sandra, com a irmã, o cunhado e a sobrinha. Quando chegou ao local, relembra que não havia quase nada. “Hoje está muito diferente, temos tudo o que precisamos, comércio desenvolvido, infraestrutura. Estou muito contente, pois esta conquista é uma garantia de ter o que deixar para os parentes. Nunca sabemos o dia de amanhã”, afirma ela.

Já o pedreiro Jorge Domingues de Lima, 50 anos, conta que foi um dos primeiros a chegar ao local, há duas décadas. “Na época, para sair de casa a gente colocava sacolas plásticas nos pés para não sujar os sapatos de lama. Com o tempo as coisas foram melhorando e hoje temos todas as ruas asfaltadas. Agora, com acesso á escritura, me sinto mais seguro em ter o documento que comprova que sou proprietário do lugar onde eu vivo”, conclui.

Passo a passo - O primeiro trabalho da Cohab no processo de regularização fundiária é levantar a documentação da área ocupada para saber se é pública ou particular. Em seguida realizam-se serviços topográficos para definir a configuração da ocupação e com base nos levantamentos elabora-se a planta do loteamento.

O serviço social da Companhia identifica as famílias, cadastra os moradores e numera as casas. Após aprovada e registrada a planta junto ao município, as famílias assinam contrato para posteriormente receberem as escrituras de propriedade, registradas em cartório.

“É um processo burocrático que exige bastante empenho da equipe da Cohab para beneficiar estas famílias, que agora podem oficialmente ser consideradas proprietárias dos locais onde vivem”, afirma o secretário municipal de Habitação, Osmar Bertoldi.





 

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera