Publicado em 12/20/2012 4:22:59 PM

194 famílias em situação de risco serão atendidas no Moradias Cerâmica

Elas participaram nesta quinta-feira de sorteio para escolha de unidades no empreendimento, localizado no Tatuquara

As 194 famílias que serão reassentadas no Moradias Cerêmica, no Tatuquara, participaram nesta quinta-feira (20) de sorteio para escolha de unidades no empreendimento. O reassentamento será iniciado no dia 7 de janeiro próximo e beneficiará moradores que vivem em situação de risco e insalubridade em 16 ocupações irregulares da cidade.

“O sorteio é uma maneira de definir a ocupação das unidades em igualdade de condições para todas as famílias, sem privilégios e com mais justiça”, define o presidente da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab), Ibson Campos. O sorteio foi conduzido por técnicos da Cohab e da Caixa Econômica Federal e, de acordo com as normas, cada família sorteada escolhia na planta do empreendimento a localização de sua futura residência.

O Moradias Cerâmica fica ao lado da futura Rua da Cidadania do Tatuquara, na rua João Goulart. O empreendimento tem financiamento do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, e significou um investimento de R$ 8,7 milhões. As famílias que vão morar no local são originárias das Vilas São José, Uberlândia, Formosa, Leão, Nina, Eldorado, Morro da Esperança, Nápoles, Pantanal, Esmeralda, Rex, Mariana, Xisto, Nori, Parolin e Prado.

Acordo prévio - Das 194 unidades do empreendimento, 172 são sobrados e 22 são casas térreas, destinadas a cadeirantes e pessoas com dificuldades de locomoção, além de idosos. Para famílias numerosas e comerciantes, foram reservados os sobrados de esquina, que permitem ampliação. Todas as normas do sorteio foram acordadas previamente com as famílias que serão reassentadas.

Rosângela da Silva, mãe de um menino de 9 anos que usa cadeira de rodas foi a primeira a ser sorteada e mal disfarçava a alegria. Ela escolheu uma casa de esquina, para a qual pretende mudar logo no início de janeiro. Vai deixar para trás uma situação difícil. Há oito anos ela mora no Morro do Juramento, na parte mais alta da ocupação. Para sair ou voltar para casa, ela tem que carregar o filho nos braços, pois a topografia da Vila, muito íngreme, impossibilita a circulação de cadeirantes. “Para mim, 2013 na casa nova será só alegria”, disse ela.

Paulo César Bernardo de Souza, morador da Vila Xisto, visitou a obra para ver a localização das unidades e optou por uma com acesso mais fácil ao ponto de ônibus. Ele vai morar com o filho de 18 anos no imóvel e está animado com a perspectiva da mudança. “A casa é muito boa. Estou recebendo o maior presente de minha vida”, falou.

Deodete Ferreira da Silva, da Vila Mariana, e o filho João Rafael também serão reassentados no Moradias Cerâmica. Eles escolheram uma casa de esquina e estão contando os dias que faltam para a mudança. “Onde moramos é muito complicado. Lá no Tatuquara será muito melhor e estarei mais perto da minha irmã, que foi reassentada ao lado do Cerâmica, no conjunto Moradias Boa Esperança”, contou Deodete.

Leni Gonçalves Benedito, da Vila São José, também está ansiosa para fazer a transferência. Nos últimos 15 anos, ela viveu com os filhos ao lado do rio e conta que, a cada chuva, sua casa alagava. “Com o reassentamento, tudo vai mudar. Estou adorando tudo. Não acredito que vou morar num lugar seco e com asfalto, longe do perigo. É uma benção na minha vida”, declarou.    
 

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera