Publicado em 3/11/2013 4:25:04 PM

Famílias escolhem unidades em conjunto no Ganchinho

Futuros moradores dos residenciais Novo Bairro I e II definiram a ocupação do conjunto, construído para reassentar famílias de áreas de risco

Noventa e duas famílias que serão transferidas de áreas de risco escolheram as suas moradias nesta segunda-feira (11), em um sorteio que aconteceu na antiga sede da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab). São moradores das ocupações irregulares Nova Aurora, Coqueiros e Vila Americana que serão reassentados nos empreendimentos Novo Bairro I e II, construídos no Ganchinho, com recursos do programa Minha Casa Minha Vida.

As três vilas de onde estão sendo retiradas as famílias situam-se no Sitio Cercado, bairro vizinho de onde foram construídos os novos empreendimentos - na rua Guaçuí, continuação da Tijucas do Sul, que é a rua em que se situa a Administração Regional do Bairro Novo. A construção das 92 moradias representa investimentos de R$ 4,1 milhões.

No sábado (09), as 35 famílias que vão ocupar o Novo Bairro I e as 57 que viverão no Novo Bairro II participaram de uma visita ao conjunto. Na ocasião, além de conhecerem o empreendimento, os futuros moradores puderam anotar a localização dos imóveis de sua preferência, com objetivo de efetivar a escolha no dia do sorteio.

Uma a uma, cada família sorteada decidiu o lote em que vai morar, com base na planta do empreendimento. O sorteio que definiu a ocupação das unidades aconteceu em etapas. O primeiro grupo a escolher as moradias continha famílias com algum portador de deficiência, para quem são destinadas casas térreas adaptadas. Em seguida foi a vez dos idosos.

O terceiro grupo era formado por famílias numerosas e moradores que desejam montar comércio. Para eles foram ofertados os sobrados de esquina, que possuem terrenos maiores e possibilitam ampliação da construção. Na sequencia foram sorteados os demais moradores. Aqueles que possuem vínculos de vizinhança, tiveram a chance de permanecer vivendo lado a lado.

Expectativa – O motorista Eurico Carvalho, 46 anos, e sua esposa Leila de Fátima, 42, são os pais do Eduardo, 13, que possui uma distrofia muscular irreversível e por isso necessita de cadeira de rodas. A família vive em uma moradia precária, situada na vila Americana. “Lá ele tem muita dificuldade em entrar e sair de casa. Fizemos uma rampa improvisada, mas para se movimentar dentro de casa é ainda pior”, conta Leila.

Eles vão morar em uma casa adaptada no Novo Bairro II. “Vai ser uma maravilha, porque a casa é toda adaptada, tem rampa de acesso, portas maiores, barras de apoio no banheiro. Estamos muito felizes e na expectativa de mudar logo”, completa Eurico.

A empregada doméstica Maria da Penha, 51, morá há 26 anos na vila Coqueiros, onde criou os dois filhos, hoje com 18 e 12 anos. Segundo ela, na casa “chovia mais dentro do que fora”. No dia da visita, ela adorou o conjunto e o sobrado em que vai viver. “ É muita alegria poder morar em algo realmente seu”, finalizou.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera