Publicado em 3/23/2013 5:14:43 PM

Apartamentos para 256 famílias da fila da Cohab

Elas receberam unidades do Residencial Cidade de Pavia, construído por meio de parceria entre o município e o governo federal no bairro Campo de Santana

Este sábado (23) foi um dia especial para 256 famílias. Elas foram atendidas pelo programa habitacional do município e receberam a chave da casa própria. A partir de agora, irão morar no Residencial Cidade de Pavia, um condomínio de apartamentos localizado no bairro Campo de Santana.

A solenidade de entrega das unidades teve a presença do prefeito Gustavo Fruet e da vice, Mirian Gonçalves, e contou com a participação do secretário de habitação, Osmar Bertoldi, do presidente da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab), Ubiraci Rodrigues e da presidente da Fundação de Ação Social, Márcia Fruet, além do superintendente da Caixa Econômica Federal em Curitiba, Fábio Carnelós.

“A moradia digna é um dos presentes mais significativos que uma família pode receber na semana de aniversário da cidade. Nessa gestão, a habitação, a educação, a saúde e o transporte para quem mais precisa são prioridades e vamos lutar, centavo por centavo, para cumprir esse compromisso e garantir o bem estar da população”, disse o prefeito.

Ele anunciou, durante a solenidade, a realização de uma obra que irá beneficiar de forma direta os moradores do Residencial Cidade de Pavia: a execução de um trecho de asfalto com a extensão de 1,1 mil metros da rua Ângelo Tosin, que hoje é de saibro, e passará a ser usada como acesso ao condomínio.

O custo da obra será de R$ 1,3 milhão, com recursos da Prefeitura. “Vamos assegurar a melhoria da infraestrutura do entorno, como contrapartida do município ao investimento do governo federal”, falou.

As famílias que receberam as unidades têm renda entre R$ 1.601 e R$ 3.100 e haviam assinado contrato antes do início das obras, ou “na planta”, como é conhecido este tipo de operação no mercado imobiliário. Por isso, elas aguardavam com ansiedade a entrega das chaves.

“Estava contando os dias que faltavam para a entrega do apartamento”, contou Claudinéia Turman, que recebeu as chaves das mãos do prefeito Gustavo Fruet. Mãe de dois filhos – um com dois anos de idade e outro com apenas três meses – ela pretende mudar o mais breve possível para o Residencial, com o marido e as crianças. Hoje, a família mora “de favor” com parentes e a casa própria era o grande sonho. “Já havíamos procurado imóvel no mercado, mas não tínhamos condição de assumir um financiamento se não fosse por meio da Cohab”, disse ela.

Camila e Éverton Sauruk também tinham o mesmo sentimento de realização. Após morar mais de quatro anos pagando aluguel, eles passaram os últimos três meses com parentes, para economizar e juntar dinheiro para a instalação de piso cerâmico e para a compra de alguns móveis. Assim que o piso estiver colocado irão fazer a mudança e dar vazão a novos planos. “Agora, já dá para pensar em um filho”, disse Camila.

Maikon Junior de Oliveira e Vanessa Possamai de Lima irão morar num dos apartamentos visitados pelo prefeito Gustavo Fruet. Eles irão trocar um imóvel alugado no bairro do Ganchinho pela segurança da casa própria. “Vale a pena investir em algo que será nosso para toda vida”, falou Maikon.

Parceria – A construção do Residencial Cidade de Pavia é resultado de parceria entre o município e o governo federal. Os recursos para as obras são originários do programa Minha Casa, Minha Vida, num investimento global de R$ 19,2 milhões. A Prefeitura participou do processo oferecendo incentivos fiscais e construtivos para a execução o projeto e a Cohab foi responsável pela identificação da demanda e apoio à comercialização de unidades.

“É um arranjo institucional que funciona muito bem e que permite às famílias que estão inscritas na Cohab o acesso a uma unidade habitacional de qualidade e com baixo custo”, explica Bertoldi.

O valor das unidades – R$ 75 mil – está abaixo do que é praticado no mercado e  as famílias, de acordo com o sua renda – ainda têm um subsídio, que, na prática, consiste num abatimento de até R$ 17 mil no total financiado. “O desconto é determinado em função do rendimento familiar e é maior para quem ganha menos”, diz o presidente da Cohab.

O financiamento para aquisição das unidades é concedido pela Caixa Econômica Federal. Para um contrato com 25 anos de prazo de pagamento – a opção mais comumente utilizada pelas famílias – a prestação ficará em torno de R$ 400.

Os apartamentos do Residencial Cidade de Pavia têm dois quartos, com área total de 48,32 metros quadrados. O condomínio é formado por 16 blocos de apartamentos, com quatro pavimentos cada um e no seu interior, há área de estacionamento e salão de festas.

O empreendimento no bairro de Campo de Santana está localizado em área de expansão urbana, próximo à futura Rua da Cidadania do Tatuquara. O condomínio faz parte de um conjunto de quatro Residenciais. Os outros três empreendimentos (Cidade de Broni, Cidade de Pádova e Cidade de Novara) estão em obras e serão entregues até o final deste ano.

O projeto global, chamado Cidades de Itália, tem total de 1.392 unidades e inclui reserva de uma área de 24.153 metros quadrados, que está destinada para construção futura de equipamentos como escola, creche e unidade de saúde.

Solenidade – Também participaram da solenidade de entrega de apartamentos no Campo de Santana, o presidente do Ippuc, Sérgio Pires; a secretária da Mulher, Roseli Isidoro; o secretário de Abastecimento, Fernando Klein, e o administrador regional do Pinheirinho, Edgar Oto.   

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera