Publicado em 8/29/2013 4:49:07 PM

512 famílias inscritas na Cohab se preparam para vida em condomínio

Futuros moradores do Residencial Cidade de Broni participaram da primeira assembleia de condomínio

Inscritos na Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) participaram, nesta quinta-feira (29), da primeira assembleia de condomínio do Residencial Cidade de Broni, empreendimento construído no bairro Campo do Santana para atender 512 famílias com renda entre R$ 1,6 mil e R$ 3,1 mil. A reunião realizada no ginásio da praça Oswaldo Cruz definiu o regimento interno do conjunto e elegeu os conselhos fiscal e consultivo.

A instalação do condomínio é uma formalidade legal, exigida para averbação e registro da construção em cartório. Os apartamentos serão entregues às famílias beneficiadas em evento que acontece no próximo sábado (31). “São mais famílias curitibanas que saem do aluguel ou então da casa de parentes”, diz o presidente da Cohab Ubiraci Rodrigues.

 
Os 512 apartamentos representam investimentos de R$ 38,4 milhões, recursos do programa Minha Casa Minha Vida. As unidades fazem parte de um complexo habitacional maior com 1.392 moradias, chamado Cidades de Itália. O projeto todo significa um investimento de R$ 114 milhões e inclui reserva de área (24.153 m²) para construção futura de equipamentos públicos como escola, creche e unidade de saúde.
 
O valor unitário de cada apartamento é de R$ 85 mil, porém as famílias recebem subsídio de até R$ 17 mil, de acordo com a renda mensal – quanto menor a renda maior é o subsídio. Os apartamentos têm dois quartos, sala, cozinha e banheiro. O condomínio, formado por 32 blocos com quatro pavimentos e 16 unidades cada um, terá salão de festas com churrasqueira, estacionamento, guarita e parque infantil.
 
Assembleia – Na reunião foram definidas questões importantes para o convívio coletivo dos moradores. No início, a administração do condomínio ficará a cargo de uma empresa administradora. Para fiscalizar as finanças e auxiliar nas tomadas de decisões foram eleitos por votação os conselhos fiscal e consultivo, ambos compostos por moradores do conjunto.
 
O regimento interno são as normas que vão detalhar o cotidiano do condomínio, em especial das áreas de uso comum, como parquinho, salão de festas e estacionamento. “Quem decide o que pode e o que não pode são os próprios moradores, nas assembleias”, explica o presidente da Cohab.
 
Além das normas, também foi abordada a questão do valor da taxa de condomínio.“O valor mensal que será pago por cada morador varia de acordo com a previsão orçamentária em relação aos serviços que forem implantados, como interfone, portaria e outros”, completa Rodrigues.
 
Expectativa – O mecânico Osvaldo Rodrigues Flora, 25 anos, e sua companheira Nicole, 19, vão poder criar o pequeno Vitor, de seis meses, já no apartamento novo. Hoje eles vivem em uma casa alugada no CIC, mas já projetam uma vida nova após a conquista da casa própria. “É uma segurança para nós ter um imóvel próprio. Achamos o conjunto bem caprichado e o bairro tranqüilo. Tenho certeza que de seremos muito felizes”, diz ela.
 
A zelador Josiane Biehl, 39 e seu marido Edmir, 37, também estão na expectativa de mudar para o novo apartamento. Há oito anos eles vivem de favor no terreno dos pais dela. “É uma situação que incomoda, muita gente vivendo em pouco espaço. Mas agora que vamos ter nosso próprio apartamento vamos ficar mais independentes”, comemora.
 
« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera