Publicado em 12/20/2013 11:46:28 AM

Reassentamentos com recursos do PAC 2 já ultrapassam 80%

Das 660 famílias previstas para saírem de áreas de risco, 544 já estão em novas casas

A relocação de famílias de áreas de risco para novos empreendimentos habitacionais no Ganchinho, realizada nesta semana pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab), fez o número de reassentamentos executados com recursos da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC 2, chegar a 82% do total previsto. De 660 famílias de oito ocupações irregulares, 544 já estão nas casas novas. As demais ainda negociam com a Cohab a inclusão em projetos futuros.

As 544 famílias já reassentadas estão divididas em três projetos que receberam verbas do PAC 2. Na Vila Torres existia a necessidade de desadensamento, pois muitas famílias estavam vivendo empilhadas umas nas outras. Para resolver a situação, a Cohab retirou 30 residências do local e reassentou as famílias no Moradias Novo Bairro.

Das Vilas Rex, Esmeralda e Mariana, na beira do Ribeirão dos Padilha, e da vila Xisto, nas margens da rodovia de mesmo nome, foram beneficiadas com novas moradias 311 famílias.  As três ocupações localizadas nas margens do Ribeirão dos Padilha se formaram há mais de 40 anos, com histórico de alagamentos e enchentes que causaram muitas perdas materiais e sofrimento para as famílias.

Colada à Rodovia do Xisto, no caminho para Araucária, está a Vila Xisto. Lá as famílias viviam de maneira precária, sem esgoto e em meio a torres de alta tensão. O moradores das quatro vilas citadas foram atendidos com casas e sobrados no Moradias Boa Esperança e Moradias Cerâmica, no Tatuquara, e Moradias Novo Bairro, no Ganchinho.

Nas margens do Arroio Boa Vista, que também faz parte da Bacia do Ribeirão dos Padilha, estão as vilas Americana, Nova Aurora e Coqueiros, de onde foram retiradas 203 famílias que viviam dentro da faixa de preservação do rio. Elas foram reassentadas nesta semana em novas unidades do conjunto Novo Bairro.

Fora de risco
A auxiliar de costura Cléia Camargo, 26 anos, mãe de quatro filhos, morou por toda a vida na Vila Americana. Hoje casada com o laminador Dionatan Luiz, 24, ela está entusiasmada depois de sair da beira do rio. “A gente estava com muito medo que a casa desabasse. Tinham muitas rachaduras na parede e no chão, porque conforme o rio enche as laterais vão desbarrancando e um dia a casa iria junto”, conta.

Com objetivo de evitar o pior, o próprio Dionatan havia feito um aterro com caliça nos fundos do terreno, mas mesmo assim o perigo estava aumentando. Assim que o caminhão de mudanças levou as coisas da família para o conjunto Novo Bairro III, a antiga casa foi demolida. No sobrado de esquina que passaram a morar o casal pretende fazer melhorias e ampliação. “Quero deixar tudo muito caprichado, pois vai ser uma nova vida”, destaca ela.

PAC 2
A sistemática de funcionamento do PAC 2 prevê a aplicação dos recursos do programa em obras de urbanização, enquanto a construção de casas para reassentamento é executada por meio do programa Minha Casa, Minha Vida. O total destinado a Curitiba pelo PAC 2 chega a R$ 26,3 milhões, com contrapartida de R$ 1,3 milhão aportada pelo município. Os benefícios com as obras alcançam 2,6 mil famílias.

As obras de urbanização previstas no PAC 2 acontecem em locais onde é permitida a permanência dos moradores, que recebem melhorias na implantação ou complementação da infraestrutura. Além disso, os projetos incluem a execução de outras benfeitorias como a recuperação ambiental das margens de rios degradadas pela ocupação indevida.

Para construção das 660 casas ou sobrados destinados a famílias com previsão de reassentamento foram aplicados R$ 29,7 milhões do programa Minha Casa, Minha Vida. Com isso o valor global de investimento nas áreas do chamado PAC 2 chega a R$ 57,3 milhões.
 “A parceria entre os poderes federal e municipal é fundamental para que possamos realizar bons projetos na área de habitação”, afirma o presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera