Publicado em 3/10/2014 5:34:17 PM

Moradores do Parolin se cadastram para empreendimento do Minha Casa, Minha Vida

80 apartamentos do Residencial Esperança serão destinados a famílias que residem em situação de risco

Moradores da Vila Parolin estão comparecendo, nesta semana, à sede da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) para entrega de documentos e preenchimento do Cadastro Único do governo federal (CadÚnico), uma exigência do programa Minha Casa Minha Vida para aprovação do financiamento habitacional.

As famílias vivem em situação de risco na Vila e foram identificadas pelo serviço social da Cohab com o perfil para a ocupação do Residencial Esperança, conjunto em obras no bairro Parolin, como complementação do projeto de urbanização que a Prefeitura está executando no local. Os moradores fazem parte da chamada faixa 1 do programa Minha Casa Minha Vida, com renda até 1,6 mil.

Ao entregar a documentação, as famílias também preenchem um cadastro financeiro, que será encaminhado pela Cohab à Caixa Econômica, que é a responsável pela aprovação do financiamento. Este cadastro contém informações sobre trabalho e renda e será analisado pela Caixa. Se aprovado, será tomado como referência para posterior elaboração do contrato de financiamento.

O novo conjunto foi projetado com a finalidade específica de atender moradores da Vila Parolin e está inserido numa área de 3,5 mil metros quadrados ao lado da ocupação. Vai contar com 80 apartamentos, porém foram convocadas para o cadastro 125 famílias. As 45 sobressalentes ficarão como cadastro de reserva caso a documentação das titulares não seja aprovada.

Empreendimento - O Residencial Esperança está sendo construído na esquina das ruas Lamenha Lins e Porthos Velozzo, no Parolin. As obras do novo conjunto representam um investimento de R$ 6,4 milhões – dos quais R$ 5,1 milhões são recursos do programa Minha Casa, Minha Vida, R$ 1,1 milhão vem do Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social (FMHIS) e R$ 240 mil do governo do estado.

Os apartamentos de dois quartos terão um custo de R$ 67 mil, mas as famílias terão subsídio para a compra das unidades. Elas vão pagar parcelas mensais equivalentes a 5% de sua renda, ou seja, prestações máximas de R$ 80 pelo prazo de 10 anos. Após este período o imóvel estará quitado. Na prática, os beneficiados pagarão o valor de R$ 9,6 mil pelo apartamento.

CadÚnico – O Cadastro Único para Programas Sociais é uma base de dados coordenada pelo governo federal, que visa identificar todas as famílias de baixa renda existentes no país, com objetivo de inclusão nos programas sociais.

O cadastro é válido em todo território nacional, portanto se uma família for atendida em um programa habitacional aqui em Curitiba, ela não mais será beneficiada em outra localidade do país. Da mesma forma, se já tiver sido atendida em outra cidade não poderá ser beneficiada novamente por aqui.

O cadastramento é feito pelos municípios e processado pela Caixa Econômica, que é o agente operador. No CadÚnico constam informações sobre o domicílio, composição familiar, qualificação escolar, situação no mercado de trabalho, rendimentos, despesas e acesso a serviços públicos. Os dados embasam a elaboração de políticas públicas voltadas à população de baixa renda.

“Banheiro decente” - A diarista Maria José Vieira, 60 anos, mora há 30 na vila Parolin, em uma moradia precária às margens do rio Vila Guaíra. Na manhã desta segunda-feira (10) ela compareceu à Cohab para efetuar seu cadastramento a fim de ocupar um dos 80 apartamentos do Residencial Esperança. “Eu tenho orado bastante, pedindo a Deus que eu consiga ser aprovada. Não tenho vergonha de falar, meu sonho é ter um banheiro decente. Até hoje tomo banho de bacia”, conta ela, que mora sozinha e complementa a renda trabalhando com reciclagem.

Outra que aguarda ansiosa é a cuidadora de idosos Sônia da Silva Maciel, 60 anos, dos quais 34 vividos em uma casa vulnerável a constantes alagamentos. “É muito tempo de sofrimento. Só quem passa por isso sabe o que digo, chegar em casa e ver que tudo foi perdido. Mas tenho fé que depois de tanta tristeza vou poder ter uns anos de tranquilidade em um apartamento novo. Agora é só esperar se aprovam a documentação”, finaliza emocionada.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera