Publicado em 5/27/2014 6:16:34 PM

480 famílias se preparam para convívio coletivo

Futuros moradores dos residenciais Aroeira e Imbuia participaram da primeira assembleia de condomínio

Inscritos na Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) e moradores que serão transferidos de áreas de risco social participaram, nesta terça-feira (27), da primeira assembleia de condomínio dos Residenciais Aroeira e Imbuia, conjuntos construídos no bairro Cachoeira para atender mil famílias com renda até R$ 1,6 mil. A reunião, que aconteceu no ginásio da Praça Oswaldo Cruz, definiu a taxa de implantação do condomínio e os candidatos a síndicos.

Para facilitar a gestão, as mil unidades foram divididas em 11 diferentes condomínios e cada um contará com um síndico. A instalação do condomínio é uma exigência legal para o registro do empreendimento em cartório, antes da entrega das chaves para os contemplados, que será feita em etapas. No mês de junho serão entregues 480 unidades para as famílias que participaram da reunião desta terça e no mês seguinte é a vez das outras 520 famílias.

O Residencial Imbuia vai atender os inscritos na fila. O conjunto é formado por 35 blocos com 16 apartamentos cada, o que totaliza 560 habitações. Já o Residencial Aroeira, com 440 unidades, será destinado para moradores que serão transferidos de condições precárias em ocupações irregulares. As moradias estão divididas em 30 casas adaptadas para pessoas com deficiência, 122 sobrados e mais 18 blocos de 16 apartamentos cada. Para a execução dos dois conjuntos foram investidos R$ 54,8 milhões, recursos do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), do governo federal.

De acordo com as regras do programa MCMV, nesta faixa de renda os beneficiados pagarão pelo imóvel prestações equivalentes a 5% da renda familiar, ou seja, o valor máximo de R$80, pelo prazo de 10 anos. Após este período, os imóveis estarão quitados pelo valor de R$ 9,6 mil. Na reunião, os participantes aprovaram o valor de R$ 110 para a taxa de implantação do condomínio. Este valor será revisto e definido pelos moradores em assembleias particulares de cada um dos 11 condomínios.

Infraestrutura – Os conjuntos contam com salão de festas com churrasqueira, áreas de estacionamento, parquinho infantil, guarita, e central de gás. A Prefeitura está investindo R$ 3,4 milhões na pavimentação de 2,9 quilômetros das vias que dão acesso aos empreendimentos. Recebem novo pavimento as ruas Paulo Kulik, Thereza Lopes Skoski, Walace Landal e Estevão Manika.

Os projetos dos empreendimentos incluíram a preservação de um bosque de mata nativa, além da reserva de áreas para construção futura de duas escolas (uma estadual e uma municipal) e uma creche. Além disso, também está previsto o plantio de 2.800 mudas de árvores de espécies nativas. O plantio, em execução, servirá para adensamento da mata ciliar de uma área de fundo de vale e também para dar mais vida à área interior dos condomínios.

Expectativa – A estudante de Letras Daniele Lima, 25 anos, afirma que teve uma surpresa positiva ao conhecer os conjuntos. “É bem melhor do que eu imaginava, pois sempre falam que apartamento de Cohab é pequeno. Achei muito bem dividido, sem problema nenhum de espaço”, conta ela, que vai morar com os pais no Residencial Imbuia.

Quem também gostou do Imbuia foi a auxiliar administrativa Jaqueline Braga, 28 anos. Atualmente ela paga aluguel de R$350 em uma casa no Alto Boqueirão, onde vive com a filha de 12 anos. Somando a prestação e o condomínio ela vai passar a pagar um valor inferior a R$ 200 para morar no novo conjunto. “Estou muito contente, é o meu primeiro imóvel próprio. Achei o apartamento ótimo e a região bem tranquila. Para mim, que sou ciclista, é um local perfeito, com muito verde e um visual belíssimo”, disse.

A balconista Alessandra de Andrade, 30 anos, vai poder criar o pequeno Paulo, de apenas um mês, com maior tranquilidade. Ela vai receber um apartamento no Residencial Aroeira, após viver por mais de 20 anos na vila Santos Andrade, uma ocupação irregular em beira de rio, na divisa dos bairros Mossunguê e Santa Quitéria. “Agora vou levar outro estilo de vida e isto me deixa muito feliz. Meus filhos mais velhos também estão bem animados com a mudança. Morar em um apartamento bonito vai ser a realização de um sonho”, finaliza ela, que é mãe de um menino de 16 e uma menina de 13.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera