Publicado em 6/3/2014 10:17:37 AM

Famílias reassentadas recebem orientações sobre alimentação saudável

Atividade foi realizada em parceria com a Secretaria Municipal do Abastecimento

Depois de sair da beira do rio ou de locais insalubres, a casa nova. Mas, para famílias reassentadas pelo programa habitacional do município, o trabalho dos técnicos sociais e ambientais que fazem o acompanhamento das comunidades na fase posterior à mudança também inclui o incentivo à prática de hábitos mais saudáveis.

É o que está acontecendo, por exemplo, com moradores do Residencial Boa Esperança III, no Tatuquara. Eles participaram, na semana passada, de uma oficina sobre educação alimentar, como parte do trabalho de pós-reassentamento que é realizado pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) com a colaboração de outras secretarias municipais. A oficina, realizada em parceria com a Secretaria Municipal do Abastecimento (SMAB), teve como objetivo orientar as famílias para uma alimentação mais saudável.

“O plano de urbanização de favelas não se restringe a retirar as famílias de ocupações precárias e oferecer moradias dignas. Trabalhamos outras questões que visam a melhoria na qualidade de vida dos cidadãos atendidos. Sempre de maneira integrada com as demais secretarias e órgãos municipais”, explica o presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues.

Primeiramente, as técnicas da SMAB explicaram cuidados na higiene e no armazenamento dos alimentos. Alguns problemas de saúde podem ser causados justamente por falta de higiene ou por deixar alimentos abertos, mesmo na geladeira. “O ideal é guardar tudo em potes ou embalar em papel filme, para evitar qualquer contaminação”, esclareceu uma das técnicas.

A dona de casa Maria Francisca não conhecia a correta maneira de lavar os alimentos, com uma gota de água sanitária na bacia com água. “Eu sempre lavei só com água mesmo, mas agora que sei que não mata todas as impurezas vou começar a fazer do jeito certo”, disse.

Os moradores também aprenderam combinações para montar uma refeição saudável, com feijão, arroz, uma carne sem gordura e variados vegetais. “Desta forma a pessoa ingere todos os nutrientes que são importantes para o funcionamento do corpo. Quanto mais colorido o prato, melhor”, explica a técnica.

Açúcar
Em seguida, os participantes foram alertados dos malefícios causados por refrigerantes e sucos de caixinha. Um frasco com o equivalente a duas colheres de sopa cheias de açúcar foi mostrado aos presentes. “Alguém comeria tudo isto de açúcar de uma vez só?”, questionou a técnica, para a negativa de todos. “Mas é esta a quantidade de açúcar que há em uma única latinha de refrigerante”, afirmou.

Para incentivar que os moradores passem a ingerir alimentos e bebidas mais saudáveis, a equipe da SMAB ensinou uma receita bastante simples – suco de abacaxi com couve e hortelã. Após ensinar o preparo, os participantes puderam experimentar o suco. A aprovação foi geral, inclusive das crianças. “A couve tem bastante ferro, por isso é muito importante incluir na alimentação”, disse a palestrante.

A dona de casa Maria Jandira Correia, 64 anos, aprovou a iniciativa. “Foi ótima esta conversa. Para mim que estou precisando perder umas gordurinhas foi perfeito, agora já sei como fazer. Vou começar cortando o açúcar, que além de engordar, dá cáries nos dentes e diabetes”, disse.

Hortas
Também com intuito de melhorar a alimentação dos moradores, a equipe de pós-ocupação do Residencial Boa Esperança III, formada por técnica ambiental e técnicas sociais, está incentivando as famílias a cultivarem hortas em seus quintais.

A dona de casa Maria da Conceição Santana, 78 anos, já tem a sua pequena horta, com hortelã, alecrim, salsinha e louro e pretende ampliar. “A hortelã para fazer o suco que elas ensinaram eu já tenho, mas quero plantar ainda mais”, diz ela, que foi reassentada há dois anos, após sofrer em uma moradia precária na vila Bela Vista da Ordem.

Na casa antiga ela enfrentava os constantes alagamentos. “Aqui a minha vida está outra, dá gosto de cuidar da casa, me sinto segura. E agora quero também cuidar da alimentação, para ficar mais forte e ter ainda mais anos de vida”, encerra.
 

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera