Publicado em 6/9/2014 4:46:27 PM

Quase 6 mil famílias deixaram áreas de risco

As famílias que deixaram a beira de rios estão hoje livres do problema das enchentes

O comerciante João Pelegrini assistiu dividido as notícias sobre os efeitos das últimas chuvas em Curitiba para os moradores da região da CIC que vivem em áreas irregulares próximas ao rio Barigui. Morando há três anos no conjunto Moradias Corbélia, no São Miguel, ele viveu por mais de sete anos na Vila Nápoles, uma das áreas afetadas pela cheia do rio.

“Por um lado, estou aliviado por ter saído da beira do rio e morar hoje em um lugar seguro. Mas, por outro lado, fico pensando no sofrimento das famílias que ainda estão na margem do rio e perderam na água tudo o que tinham”, diz ele.

Pelegrini conhece bem esta situação. No tempo em que viveu na Vila Nápoles, ele enfrentou três grandes enchentes, contabilizando em cada uma delas prejuízos consideráveis.

Hoje, ele diz dar “graças a Deus” por ter superado esta parte de sua história pessoal. Pelegrini foi uma das 555 famílias transferidas pelo programa habitacional do município para o Moradias Corbélia – um empreendimento construído pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) para abrigar famílias de 12 Vilas localizadas na área de abrangência da bacia do rio Barigui.

O reassentamento de famílias de áreas de risco é uma das ações mais importantes do programa habitacional de Curitiba. Desde 2009, quando foram feitas as primeiras transferências, 5.973 famílias foram reassentadas. Deste total, a maioria – cerca de 90% - saiu da beira do rio. Apenas uma pequena parte dos reassentamentos foi motivada por outras razões, como o adensamento excessivo ou a abertura de ruas para urbanização da Vila.

Mais reassentamento – Os reassentamentos são viabilizados por meio de parceria com o governo federal, que disponibiliza recursos para as obras por meio de dois programas – PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e Minha Casa, Minha Vida (MCMV).

Nos próximos 30 dias, a Cohab dará continuidade aos reassentamentos, com 460 famílias que deverão ser transferidas para o Residencial Aroeira, no Santa Cândida. O empreendimento integra o programa MCMV e vai receber famílias das Vilas Santos Andrade, Higienópolis I, II e III, Paraíso, Bom Jesus, Hakim, São Francisco do Sul e Parolin, entre outras.

“Esse reassentamento é importante, porque as famílias sairão de áreas bem críticas, como a Vila Santos Andrade, que foi uma das áreas mais afetadas pelas chuvas do último sábado”, explica o presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues.

Localizada no Mossunguê, a Vila está na abrangência da bacia do rio Barigui. Do local, sairão 146 famílias que hoje vivem em situação bem precária, a beira do córrego Campo Comprido.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera