Publicado em 10/3/2014 5:35:04 PM

Obra da Cohab vai testar novo sistema construtivo que acelera construção de moradias

As 66 casas do Moradias Nilo tem previsão de conclusão em 120 dias

Uma obra do programa habitacional do município está testando um novo sistema construtivo que aumenta a velocidade na produção de casas populares. As 66 unidades do Moradias Nilo, no Alto Boqueirão, estão sendo erguidas por meio de uma tecnologia conhecida como wood frame (moldura de madeira). A principal vantagem é a agilidade na execução, já que o método permite construir casas em tempo três vezes menor do que na alvenaria convencional.

O diretor técnico da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab), João Carlos Vianna, destaca a relevância da busca por soluções inovadoras no setor de habitação. “A demanda por moradia popular na cidade é grande, então é muito importante encontrar novas alternativas para agilizar o andamento das obras. Este novo sistema, assim como outros, será uma contribuição relevante neste sentido”, explica.

O conjunto habitacional será destinado para famílias que vivem em situação de risco na Vila Nova, uma ocupação irregular localizada ao lado do canteiro de obras. “São famílias que estão vivendo em condições precárias em um local impróprio para moradia. Vamos reassentá-las nas novas casas para garantir maior qualidade de vida a elas”, afirma o presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues.

Tecnologia
 A casa é construída sem a utilização de tijolos. O sistema wood frame é uma tecnologia desenvolvida na Alemanha que utiliza madeira de reflorestamento e isolamento térmico com uma malha de garrafas pet. A  moradia é erguida sobre uma fundação radier, que é uma laje de concreto armado que substitui a fundação convencional e também pode ser utilizada nas obras de alvenaria de tijolos.

Em cima da fundação são instalados os painéis que formam as paredes da casa e já vem prontos de fábrica. Além de madeira e malha de garrafa pet, estes painéis também levam uma manta asfáltica para evitar infiltrações e uma placa cimentícia para aumentar a durabilidade. As tubulações hidráulica e elétrica já vem embutidas no interior das peças.

O método de construção permite que uma casa, sem a cobertura, seja erguida entre duas a três horas. Em uma semana a moradia está pronta para ser habitada, após a montagem da estrutura do telhado, colocação das telhas e finalização dos acabamentos internos e externos. “A previsão para a conclusão das obras do Moradias Nilo é de 120 dias. Nos métodos convencionais a mesma obra levaria cerca de um ano para ser concluída”, afirma Vianna.

Além da rapidez, este processo de construção apresenta outras vantagens. “Testes mostraram que o conforto térmico e acústico supera o das obras convencionais. Já o controle de umidade é feito através de uma membrana, que deixa a umidade passar apenas de dentro para fora. Seja qual for o clima, a casa terá um bom desempenho, tanto pelo isolamento térmico, quanto pela membrana que controla a umidade”, explicou José Márcio Fernandes, diretor da empresa que detém a tecnologia. O sistema construtivo tem aprovação da Caixa Econômica Federal (que financia a obra) e é também homologado pelo Ministério das Cidades.

Sustentável
O novo sistema apresenta menor impacto ambiental, pois gera menos resíduos, o que garante um canteiro de obras mais limpo. Segundo os responsáveis pela construção, o método wood frame reduz em até 85% a quantidade de resíduos na obra. “Além de evitar o desperdício, os materiais utilizados são sustentáveis e geram pouco impacto ambiental. Posso afirmar que está entre as tecnologias mais sustentáveis do mundo sob o ponto de vista ecológico”, finaliza Fernandes.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera