Publicado em 10/23/2014 4:16:06 PM

Moradores da bacia do Formosa participam de ações sobre meio ambiente e alimentação saudável

Projeto de urbanização coordenado pela Cohab está atendendo 1,5 mil famílias

Famílias que estão sendo atendidas pelo projeto de urbanização de Vilas da bacia do rio Formosa participaram de duas atividades complementares nesta semana. Crianças da vila Uberlândia, no bairro Novo Mundo, acompanharam o teatro de fantoches da Guarda Municipal sobre o tema meio ambiente, enquanto os moradores da vila Canaã, no mesmo bairro, participaram de uma oficina sobre educação alimentar.

As ações fazem parte do trabalho da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab), que é o órgão responsável pelo projetos de reassentamento e urbanização de ocupações irregulares. As atividades complementares contam com a colaboração de outras secretarias municipais. A oficina sobre educação alimentar é realizada pela Secretaria Municipal do Abastecimento (SMAB) com objetivo de orientar os participantes para práticas mais saudáveis que possam ser inseridas no cotidiano das famílias.

“O plano de urbanização não se restringe a  regularizar áreas consolidadas, retirar famílias de ocupações precárias e oferecer moradias dignas. Também são trabalhados outros aspectos que visam oferecer melhor qualidade de vida para os cidadãos atendidos. Sempre de forma integrada com as demais secretarias e órgãos municipais”, explica o presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues.

A apresentação do teatro de fantoches da Guarda Municipal aconteceu na terça-feira (21)  para crianças da vila Uberlândia. O principal tema abordado foi a questão do lixo. Desde a importância da separação até a possibilidade de reaproveitamento de materiais que normalmente são descartados. Para exemplificar e incentivar a prática, ao fim da apresentação as crianças receberam uma lembrancinha feita de garrafa pet.

Outro ponto trabalhado no teatro foi a conscientização para que não seja jogado lixo nos rios e na rua. A ideia central é de que os pequenos possam multiplicar os conhecimentos adquiridos entre os colegas e também com os pais e demais familiares.

A dona de casa Franciele Pietruzzi, 31 anos, levou a filha Melany, de três aninhos. “Gostei muito da apresentação. Os mais velhos já tinham visto na escola e chegaram comentando em casa. É bem importante que as crianças sejam educadas para isto desde pequenas, para que não façam os mesmos erros de seus pais e ajudem o meio ambiente”, destaca.

Alimentação
Na quarta-feira (22) foi a vez dos moradores da vila Canaã receberem a visita de técnicas da SMAB. Na palestra sobre educação alimentar elas explicaram como montar um prato saudável. “A composição do prato deve ser metade com no mínimo três variedades de vegetais de cores diferentes e a outra metade dividida entre proteínas (ovo ou carne) e carboidratos (arroz e feijão ou macarrão). Desta forma a refeição fica bem equilibrada com todos os nutrientes que o corpo necessita”, explicou uma das técnicas.

Em seguida, os participantes foram alertados dos malefícios causados por refrigerantes e sucos de caixinha. “Muita gente acha que os sucos de lata e caixinha são saudáveis, mas não é verdade. A quantidade de açúcar nestes produtos é muito grande, portanto devemos evitar o consumo”, disse a palestrante.

Para incentivar a ingestão de alimentos e bebidas mais saudáveis, a equipe da SMAB ensinou uma receita bastante simples – suco de mamão, laranja e cenoura. Após ensinar o preparo, os participantes puderam experimentar o suco. A aprovação foi geral, inclusive das crianças. A pequena Emanuele, de um ano e três meses, repetiu duas vezes. “É bom acostumar desde cedo a gostar de frutas e verduras. A palestra foi muito boa, vou colocar em prática algumas coisas que aprendi hoje e também fazer esse suco em casa”, afirma a mãe dela, a dona de casa Edivânia Alves, 33 anos.

Cuidados na higiene e no armazenamento dos alimentos também foram ensinados. Alguns problemas de saúde podem ser causados justamente por falta de higiene ou por deixar alimentos abertos, mesmo na geladeira. “O ideal é guardar tudo em potes ou embalar em papel filme, para evitar qualquer contaminação”, esclareceu a técnica da SMAB.

A dona de casa Aderli do Carmo, 50 anos, não conhecia a correta maneira de lavar os alimentos, com uma gota de água sanitária na bacia com água. “Gostei de toda a palestra, mas o que achei mais interessante foi o jeito de lavar as frutas e verduras. Eu sempre lavei só com água mesmo, mas agora vou começar a fazer como elas ensinaram”, afirma.

Bolsão Formosa
O projeto de urbanização das vilas que estão na área de abrangência da bacia do rio Formosa está atendendo ao todo 1, 5 mil famílias. As 743 que viviam em condição precária na faixa de preservação dos rios estão sendo reassentadas em novos empreendimentos habitacionais (544 já realizados). As demais serão atendidas com obras de urbanização, além da regularização fundiária e titulação dos lotes onde moram.

Fazem parte do bolsão, as vilas Formosa, Uberlândia, Canaã, São José, Nina e Leão. As famílias que estavam nas áreas de risco foram transferidas para os conjuntos Moradias Arroio, no CIC; Moradias Ferrovila Minas Gerais, na Vila Guaíra; Moradias Cerâmica, no Tatuquara; e Residencial Novo Bairro IV, no Ganchinho.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera