Publicado em 2/27/2015 4:20:31 PM

Sorteio define ocupação de 127 casas no Cachoeira

Residencial Pinheiros será destinado para famílias que viviam em situação de risco nas vilas Três Pinheiros e Parolin

Um sorteio realizado nesta sexta-feira (27) na sede da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) definiu a ocupação das 127 casas que compõe o conjunto Residencial Pinheiros, no Cachoeira. O empreendimento será destinado para famílias que deixarão áreas de risco nas vilas Parolin e Três Pinheiros, esta última localizada no bairro Butiatuvinha.

Do total de moradias, 77 serão ocupadas por moradores da Vila Três Pinheiros e 50 por famílias do Parolin. A primeira fica em uma área de morro e apresenta riscos de deslizamento, em especial nas chuvas. Já no Parolin, os moradores habitam as margens do rio Vila Guaíra.

“Com a entrega do Residencial Pinheiros vamos garantir a segurança destas famílias que se encontram em condições de risco. Elas deixarão as áreas irregulares onde vivem e serão transferidas para novas casas regularizadas pelo município, e em local com toda infraestrutura que assegure a qualidade de vida”, afirma o presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues.

O sorteio aconteceu de maneira simples. Cada família sorteada escolheu a sua moradia na planta do loteamento. Idosos e pessoas com deficiência tiveram prioridade. Os moradores de uma mesma vila que desejaram permanecer com os vínculos de vizinhança avisaram com antecedência aos técnicos da Cohab e foram sorteados juntos, para continuarem morando lado a lado.

Entre as 127 famílias das duas vilas, o serviço social da companhia detectou a existência de quatro casos de pessoas usuárias de cadeira de rodas. Eles vão morar em casas adaptadas, que contam com rampa de acesso, portas mais largas, espaço interno do banheiro maior, barras de apoio no vaso sanitário e próximas ao chuveiro, pia adaptada sem coluna, tudo para permitir maior independência aos usuários de cadeira de rodas.

Vida nova
O pedreiro Adir de Assis, 62 anos, mora há duas décadas na vila Três Pinheiros. Viúvo, ele cuida das duas filhas, de 16 e 14 anos. “Trabalhei a vida toda sonhando com uma conquista assim. Não esperava que fosse acontecer, vai mudar simplesmente tudo em nossas vidas”, comemora.

Ana Paula Pinheiro da Silva, 23 anos e seu marido Reinaldo da Silva, 35, são moradores do Parolin. Na casa nova ele pretendem montar um ateliê de costura para complementar a renda. Ainda sem filhos, o casal conta que deseja aumentar a família. “Queremos filhos em breve e com a casa nova, com certeza as crianças terão uma vida melhor”, diz ela.

Opinião compartilhada por Silvanei Santos, 31, e sua esposa Gislaine, 24. Pais da pequena Raíssa, de um aninho, eles visitaram o novo conjunto e gostaram do que viram. “A casa é linda e o conjunto ficou maravilhoso. Só quem já viveu em beira de rio sabe das dificuldades. Estamos felizes porque vamos poder criar nossa filha em outro ambiente”, destaca Gislaine.


Vistoria
Após a definição da ocupação dos imóveis, a próxima etapa é a realização das vistorias das casas. Acompanhados de técnicos da Caixa Econômica Federal, os futuros moradores vão vistoriar as condições das casas e sobrados, para em seguida assinar os contratos de financiamento com a Caixa e posteriormente receber as chaves.


 

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera