Publicado em 7/14/2015 2:21:04 PM

Famílias assinam contratos para ocupar 127 casas no Cachoeira

Residencial Pinheiros será destinado para moradores que deixarão situação de risco nas vilas Três Pinheiros e Parolin

Famílias das vilas Três Pinheiros, no Butiatuvinha, e Parolin, assinaram nesta terça-feira (14), contratos para aquisição de unidades no Residencial Pinheiros. O conjunto habitacional com 127 unidades foi construído no bairro Cachoeira com recursos do programa Minha Casa Minha Vida. As moradias serão destinadas para moradores cadastrados pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) que serão transferidos de situação de risco.

Do total de moradias, 77 serão ocupadas por moradores da Vila Três Pinheiros e 50 por famílias do Parolin. A primeira fica em uma área de morro e apresenta riscos de deslizamento, em especial nas chuvas. Já no Parolin, os moradores habitam as margens do rio Vila Guaíra.

A assinatura dos contratos é a etapa que antecede o recebimento das chaves dos imóveis. “Com a entrega do Residencial Pinheiros vamos assegurar mais qualidade de vida para estas famílias que se encontram em condições bastante precárias. Elas deixarão para trás as áreas irregulares onde vivem e receberão novas casas em local com toda infraestrutura implantada pelo município”, afirma o presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues.

Entre as 127 famílias das duas vilas, o serviço social da companhia detectou a existência de quatro casos de pessoas usuárias de cadeira de rodas. Eles vão morar em casas adaptadas, que contam com rampa de acesso, portas mais largas, espaço interno do banheiro maior, barras de apoio no vaso sanitário e próximas ao chuveiro, pia adaptada sem coluna, tudo para permitir maior independência aos usuários de cadeira de rodas.

Vida nova
Um dos beneficiados é o pintor Altamir Domingos, 41 anos. Morador da vila Três Pinheiros há mais de uma década, ele está feliz com a mudança pela qual sua vida vai passar. “Vai ser ótimo morar em um lugar melhor, mais tranquilo. Vou poder viver em segurança e o melhor de tudo é que a casa vai ser em meu nome. De lá ninguém mais me tira”, destaca.

A auxiliar de serviços gerais Dilcélia Pires, 32 anos, mora com os três filhos em uma pequena e antiga casa de madeira na vila Parolin. Cansada de viver em beira de rio, ela projeta com satisfação o futuro próximo. “Nem consigo acreditar que o dia da mudança está chegando. Agora que assinei o contrato não tem mais volta, a casa vai ser minha. Tenho certeza de que nossa vida vai melhorar bastante. Morar em uma casa boa sempre foi meu maior sonho”, diz.

« voltar
 

Rua Barão do Rio Branco, 45 - Centro - Curitiba - PR | CEP: 80010-180 | Fone: 0800-413233 - (41) 3221-8100

Desenvolvido por GPA'prospera